Cintilografia pulmonar inalação: quais indicações e como é feita?

Com alta eficiência para confirmar diferentes diagnósticos, a cintilografia pulmonar inalação permite que a funcionalidade dos pulmões seja avaliada, auxiliando médicos no diagnóstico de possíveis distúrbios cardiopulmonares. 

Além de descobrir doenças, o exame também é uma forma de realizar o acompanhamento de quadros como o tromboembolismo pulmonar. No post a seguir, você vai conferir as indicações para a cintilografia pulmonar inalação e como ela é realizada. Confira!

O que é cintilografia pulmonar inalação?

A cintilografia pulmonar inalação é um exame de diagnóstico por imagem que permite avaliar a funcionalidade dos pulmões, identificando alterações que podem interferir no processo de passagem de ar e também na circulação sanguínea dos órgãos. 

Por meio da cintilografia, o especialista pode avaliar o desempenho dos pulmões, acompanhar tratamento e investigar sintomas. É na cintilografia pulmonar inalação que o estudo do funcionamento da distribuição de ar nos pulmões é feita, com análise que detecta quais são as condições que podem atrapalhar essa passagem de ar, além de identificar a presença de embolias. 

Para a segurança dos pacientes durante a pandemia, informamos que a Clínica CEU suspendeu temporariamente o exame de Cintilografia Pulmonar Inalação para avaliação de tromboembolismo pulmonar.

Como a cintilografia é feita?

Na cintilografia pulmonar, elementos radioativos são administrados no paciente para que imagens possam ser realizadas. A administração destes radiofármacos pode ser feita por várias vias, como oral, venosa, subcutânea e inalatória, como veremos a seguir. 

Após a realização, um especialista em medicina nuclear faz a interpretação do padrão de distribuição do medicamento pelos pulmões, e realiza o diagnóstico. Alguns dos exames de cintilografia que podem ser feitos além da pulmonar, são:

  • cintilografia miocárdica;
  • cintilografia renal;
  • cintilografia de paratireoides;
  • cintilografia óssea;
  • cintilografia com hemácias marcadas;
  • cintilografia com Gálio-67;
  • cintilografia de perfusão cerebral;
  • linfocintilografia, e mais.

Por que fazer?

A cintilografia pulmonar inalação é realizada para que seja feito o diagnóstico de pneumonias, embolias pulmonares, abscessos e outras doenças associadas aos pulmões. O shunt pulmonar, alteração em que a ventilação de ar nos pulmões não acontece da forma desejada, também pode ser identificado, ajudando o médico a perceber a diminuição de oxigenação do sangue que afeta a troca de gases.

Por que a cintilografia pulmonar inalação é indicada?

Na maioria dos casos, o exame é indicado associado à fase de perfusão, como principal indicação para detectar o tromboembolismo pulmonar (TEP), condição caracterizada pelo bloqueio agudo de uma artéria ou sub-ramo por um trombo nervoso.

Os sintomas típicos desse quadro incluem falta de ar sem causa aparente, dores no tórax, taquicardia, baixa saturação, tosse com sangue, perda de consciência e instabilidade hemodinâmica. Além da TEP, a cintilografia pulmonar inalação também é indicada para:

  • avaliação de pré-operatório de retirada de um pulmão;
  • avaliação do clearance alvéolo-capilar;
  • quantificação da porcentagem do shunt;
  • identificação de processos infecciosos e inflamatórios no pulmão;
  • avaliação de abscessos e pneumonias.

Como o exame é realizado?

A realização da cintilografia pulmonar inalação costuma ser associada à etapa de perfusão, em feita por via endovenosa. Para sua realização, o paciente deve inalar uma pequena quantidade de material radioativo de um equipamento semelhante a um nebulizador. 

O ar proveniente deste equipamento deve ser respirado pelo indivíduo por 20 minutos. Logo após, o paciente deve se deitar em uma maca na gama câmara, um aparelho que pode registrar imagens do tórax com a possibilidade de visualizar o ar dentro dos pulmões, pelo efeito realizado por meio da medicação.

A contra-indicação do exame de cintilografia pulmonar inalação é para mulheres gestantes e lactantes. Caso seja de extrema importância para o diagnóstico, a clínica de exames deve estudar uma forma de realizar o teste de maneira a diminuir a exposição à radiação. 

Você conheceu a importância da cintilografia pulmonar para o diagnóstico e acompanhamento de sérias doenças pulmonares, assim como a forma correta de realização do exame. No momento de realizar testes como este, busque uma clínica especializada que possa garantir sua segurança e bem-estar.

Quer continuar acompanhando informações como estas? Então, veja também quais são as indicações clínicas da da cintilografia pulmonar!

Cintilografia pulmonar inalação: quais indicações e como é feita?
Equipe da Clínica CEU

Responsável pelo conteúdo: Dr Rogério Augusto Pinto da Silva - CRM: 13323 - MG. Currículo Lattes. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4728497Y9

LEIA TAMBÉM