6 práticas para uma boa qualidade de vida

Manter uma boa qualidade de vida pode ser mais fácil e prazeroso do que parece. Isso porque as mudanças de hábito ajudam a equilibrar as necessidades com o bem-estar do corpo e da mente, trazendo diversos benefícios. Assumir essa tarefa envolve uma série de ações cotidianas que, a longo prazo, ajudam a cada um a se conhecer melhor e a desenvolver relações mais saudáveis em casa e no trabalho.

Alimentação saudável, boas noites de sono, colocar o corpo em movimento, cuidar da mente, organizar o tempo e realizar acompanhamento médico regular são práticas que estimulam todo o organismo.

Conheça um pouco mais sobre cada dessas 6 atividades que podem te ajudar a manter uma boa qualidade de vida!

Manter uma alimentação saudável

Ter uma alimentação saudável não é nenhum bicho de sete cabeças. Ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, os bons hábitos na hora de comer nos aproximam dessa atividade essencial para o corpo e ainda aumentam as opções do cardápio.

A ingestão de alimentos ricos em proteínas e gorduras boas auxiliam no funcionamento do organismo, enquanto o excesso de ingestão de sódio, açúcar e gorduras saturadas podem aumentar a chance de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, diabetes e hipertensão, por exemplo.

Beber bastante água e evitar o consumo excessivo de bebidas alcoólicas também são importantes para manter o corpo saudável.

Movimentar-se sempre que possível

Manter o corpo em movimento é essencial para uma boa qualidade de vida. Além de auxiliar no funcionamento do organismo, a prática regular de exercícios físicos diminui os níveis de estresse e ansiedade, ao mesmo tempo em que aumenta a produção dos chamados “hormônios do prazer” – endorfina, serotonina, dopamina e ocitocina-, responsáveis pelas sensações de felicidade e bem-estar.

E não é preciso muito para realizar essas atividades. Para quem não pode ou mesmo não gosta de academias ou locais fechados, caminhadas, corridas e ginásticas ao ar livre em parques e praças é uma boa opção. É importante contar com acompanhamento médico de qualidade, que poderá auxiliar na escolha da melhor atividade para o seu perfil.

Ter de uma boa noite de sono

Na correria do dia a dia, muitas vezes, ele é o que mais sai prejudicado. Mas nada melhor do que uma boa noite de sono para repor as energias e dar ao corpo o devido descanso que ele merece.

Pesquisas mostram que pessoas com má qualidade de sono têm maior probabilidade de desenvolver doenças, além de aumentar os níveis de estresse e ansiedade. Os médicos indicam que seja dedicado a esse momento tão importante para o corpo, no mínimo, sete horas por dia, podendo variar de acordo com as necessidades de cada um.

Cuidar da mente

Nem só com uma boa saúde física se alcança qualidade de vida. A saúde psicológica e mental é de grande importância para o corpo como um todo, e essencial no estabelecimento de relações e vínculos nos âmbitos pessoal, familiar e profissional. Para isso, é preciso se conhecer para conseguir enxergar as suas qualidades, assim como os seus limites e as suas restrições.

Além de acompanhamento especializado através da psicologia e psiquiatria, quando necessário, realizar atividades que dão prazer, como aprender uma nova língua ou uma atividade artística, fazem a mente funcionar de forma mais tranquila, com dedicação e paciência.

Permitir-se a pequenos prazeres diários também ajuda a manter uma boa qualidade de vida, como ouvir uma música, ver televisão ou sair com os amigos. Essas atividades ajudam a aliviar a ansiedade e o estresse que sufocam a rotina.

Organizar a rotina

Enquanto a lista de atividades e tarefas aumenta a cada dia, o tempo, por sua vez, parece só diminuir. Essa é uma sensação comum para quem vive no ambiente urbano, principalmente, e acontece porque a maioria de nós não sabe organizar o próprio tempo e estabelecer prioridades.

Colocar limites entre a casa e o trabalho, dividir as tarefas e não acumular funções são os principais desafios, que influenciam diretamente no tempo que dedicamos às atividades que dão prazer, à alimentação e aos exercícios físicos. Não se esqueça de colocar a sua saúde e o seu bem-estar sempre em primeiro lugar.

Realizar acompanhamento médico

Fazer o acompanhamento médico e exames periodicamente é essencial para a prevenção e a detecção de doenças, assim como para a eficácia dos tratamentos. O check up anual consiste na realização de uma série de exames de sangue e imagem que avaliam, de forma detalhada e integral, o estado de saúde do corpo.

Por seu caráter preventivo, ele permite a descoberta de muitas doenças assintomáticas, aquelas que não produzem sintomas e, por isso mesmo, são mais silenciosas e de difícil diagnóstico.

Esses procedimentos devem ser realizados por todas as pessoas, independente da idade ou se possui histórico de doenças familiares. Para isso, é preciso contar com a ajuda de um médico de confiança, que irá avaliar o seu caso e solicitar os exames necessários.

Como vimos nesse texto, manter uma boa qualidade de vida envolve uma série de atividades, hábitos e mudanças de comportamento que afetam não só a saúde física, mas também a psicológica e a mental. Além disso, é importante manter uma agenda preventiva através da realização de acompanhamento médico regular, havendo ou não sintomas aparentes no corpo.

Gostou das nossas dicas? Então, nos acompanhe também pelo Facebook!

6 práticas para uma boa qualidade de vida
Equipe da Clínica CEU

Responsável pelo conteúdo: Dr Rogério Augusto Pinto da Silva - CRM: 13323 - MG. Currículo Lattes. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4728497Y9

LEIA TAMBÉM