Câncer de próstata: 4 exames para detectar a doença

Você sabia que o câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais comum entre homens brasileiros, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA)?

E é pensando nessa condição que existem ações como o Novembro Azul, mês em que voltamos nossa atenção para a prevenção e tratamento.

Sabemos que, como no caso de todas as outras doenças, pessoas com câncer podem ter desfechos mais felizes, se descobrirem a condição com antecedência. Por isso, é muito importante que o homem tenha ciência do impacto que o diagnóstico precoce pode ter no tratamento!

Se você está preocupado com a sua saúde e quer ter qualidade de vida, continue a leitura deste artigo. Nele, vamos apresentar os principais exames que podem detectar a doença!

Boa leitura!

O que é o câncer de próstata?

Próstata é a glândula responsável pela produção de nutrientes e fluidos que constituem o esperma e está localizada abaixo da bexiga e à frente do reto. Por dentro dela, passa a uretra.

Apesar de parecer assustador, o câncer de próstata é um dos tipos da doença com mais chances de cura, principalmente, quando o diagnóstico é feito precocemente.

Não existe um lugar específico para o tumor se alojar na próstata. À medida que ele cresce, vai ocupando um espaço maior, invadindo os tecidos ao redor e as vesículas seminais.

Além de afetar a região, as células cancerígenas podem atingir os linfonodos, cair na corrente sanguínea e se espalhar para outros órgãos.

Em seu estágio inicial, a doença não apresenta sintomas e, por isso, é tão importante que as visitas ao médico sejam periódicas e os exames preventivos sejam feitos regularmente!

Por outro lado, quando o problema ganha força, o homem pode apresentar os seguintes sintomas:

  • Ardência ao urinar;
  • Jato urinário fraco e recorrente;
  • Hiperplasia de próstata (que é a próstata aumentada);
  • E, raramente, dor e sangue na urina e no esperma.

Quando há suspeita da doença, em casa ou no consultório, o paciente é encaminhado para um especialista que o orientará a realizar alguns testes para a confirmação ou o descarte da hipótese da doença.

Exames para detectar o câncer de próstata: quais são e quem deve fazer

Primeiramente, devemos avisar: o exame de próstata não deve ser considerado um tabu!

Uma visão distorcida do autocuidado pode fazer com que o homem adie a visita ao médico, fazendo com que o problema, se existir, se agrave com o tempo, prejudicando o tratamento.

Por isso, amigo, não descuide de sua saúde!

Os exames que detectam o câncer de próstata podem ser feitos por urologistas ou proctologistas.

O urologista é especialista no trato urinário de homens e de mulheres, bem como do sistema reprodutor masculino. O proctologista, por sua vez, é responsável por tratar doenças do intestino grosso, reto e ânus.

O câncer de próstata é uma das doenças que podem ser detectadas em exames preventivos. Veja quais são eles!

Exames para detectar o câncer de próstata

É importante esclarecer que os exames podem causar certo desconforto nos homens, mas nem por isso deve-se deixar de fazê-los.

Os principais são:

PSA (exame de sangue)

O PSA é um hormônio e o resultado normal desse exame deve apontar valores menores do que 4 ng/mL. Sendo assim, quando este valor está acima do normal, pode ser que exista a inflamação da próstata ou até câncer.

Exame de toque retal

Este exame é, com certeza, o que causa mais medo e desconforto entre os homens, mas ele é de extrema importância. Ele geralmente é feito por um médico urologista, mas também pode ser feito por um proctologista.

O médico verificará o tamanho da próstata através do toque. Em caso de inflamação, ela pode ficar maior e mais dura. É um procedimento que demora cerca de um minuto e causa apenas um leve desconforto.

Ultrassom

O ultrassom da próstata mostra possíveis alterações no tamanho da glândula e identifica alterações em sua estrutura. O exame pode ser feito de duas formas: ultrassom transretal e por via abdominal.

Medição do jato de urina

Também conhecido como fluxometria, este exame, não invasivo, avalia o fluxo urinário, a força e a quantidade do jato de urina.

Quando há alterações na próstata, o jato fica mais fraco e lento.

Resultados dos exames

O aumento da próstata nem sempre indica câncer na região.

Na maioria dos casos, isso faz parte de um processo natural do envelhecimento e ocorre de forma lenta – a chamada hiperplasia benigna da próstata.

Trata-se de uma condição que não oferece riscos à saúde do paciente. Entretanto, é preciso que os exames periódicos continuem sendo feitos para que este quadro não evolua para um tumor maligno.

Precisamos ressaltar que qualquer dúvida sobre os exames e seus resultados devem ser discutidos diretamente com o médico responsável.

Quem deve fazer os exames

Os exames de prevenção devem ser feitos por todos os homens com mais de 50 anos. Para quem possui histórico familiar da doença, é recomendado que faça a partir dos 40 anos.

Além disso, quando o paciente já teve câncer de próstata ou hiperplasia benigna prostática, o exame deve ser feito anualmente, independente da idade.

Veja, aqui, um artigo que aborda em mais detalhes a saúde do homem.

Conclusão

O câncer de próstata pode ser um tema delicado e deve ser tratado com seriedade.

Caso o homem manifeste a doença é essencial que ele compartilhe suas necessidades com os mais próximos, que certamente o ajudarão a passar pela fase de tratamento.

E, não se esqueça, quanto mais cedo for feito o diagnóstico, melhor será a resposta ao tratamento.

Na Clínica CEU, possuímos todos os exames necessários para fazer o diagnóstico e o acompanhamento desta doença. Marque uma avaliação conosco.

Aguardamos o seu contato!

5/5 - (2 votes)
Câncer de próstata: 4 exames para detectar a doença
Equipe da Clínica CEU

Responsável pelo conteúdo: Dr Rogério Augusto Pinto da Silva - CRM: 13323 - MG. Currículo Lattes. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4728497Y9

LEIA TAMBÉM