Câncer de próstata: confira 8 dúvidas respondidas sobre a doença

Você sabia que o câncer de próstata é o segundo tipo mais comum da doença em homens. Ou seja, ele fica atrás apenas do câncer de pele? Os dados são do Instituto Nacional do Câncer (INCA) e apresentam um verdadeiro alarme! Isso porque eles comprovam que a prevenção ainda é um grande tabu em nossa sociedade.

De acordo a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), depois do aparecimento dos sintomas, mais de 95% dos casos de câncer de próstata já se encontram em fase avançada.

E mais: um estudo do INCA também afirmou que um, a cada seis homens, é portador deste tipo de câncer!

Você não quer fazer parte desta estatística, não é mesmo?

Sabemos que não! Por isso, convidamos você a ler este artigo. Nele, vamos responder às perguntas frequentes sobre o problema e reforçar a importância dos exames periódicos.

Boa leitura!

Câncer de próstata e seus principais fatores de risco

Infelizmente, não existe prevenção 100% eficaz contra nenhum tipo de câncer.

Por isso, é tão importante que os exames preventivos estejam em dia, afinal, quanto mais cedo for diagnosticada a doença, maiores são as chances de remissão.

Além disso, a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) recomenda que os homens procurem um urologista para fazer a avaliação da glândula prostática (estrutura que fica à frente do reto e bem abaixo da bexiga) a partir de 50 anos.

Todos os homens, independente de terem ou não algum fator de risco, devem fazer o exame preventivo. Porém, aqueles que estão no grupo de risco precisam ficar mais atentos.

Os principais fatores de risco são:

  • Histórico familiar, ou seja, caso algum homem de sua família já tenha desenvolvido o câncer;
  • Sedentarismo ou falta de atividade física frequente, condição que afeta a saúde de qualquer pessoa;
  • Obesidade;
  • Idade avançada;
  • Alimentação inadequada.

Dessa maneira, todos os homens devem fazer check up periódico. No entanto, aqueles com casos da doença na família, precisam começar se cuidar mais cedo, aos 40 anos.

Já apresentamos a importância do preventivo, mas ainda há muito mais o que falarmos sobre o câncer de próstata. 

Por isso, veja as respostas para as principais dúvidas sobre a doença.

Confira as principais dúvidas respondidas sobre o câncer de próstata

Independente do que vamos responder, é essencial que você busque um urologista para conversar pessoalmente sobre a sua saúde. O acompanhamento com o especialista é um dos pilares para se precaver contra o problema!

1. Quais são os exames preventivos?

Os exames que detectam as alterações da glândula são o toque retal, o PSA (Antígeno Prostático Específico) e a ultrasonografia transretal, feita em pacientes sob suspeita.

2. Quais são os sintomas mais comuns?

No início, a maioria dos cânceres são silenciosos. 

No caso do câncer de próstata, os sinais mais comuns são a sensação de que a bexiga não esvazia após urinar, dor para ejacular, desconforto nos testículos, sangramento pela uretra e urinar em gotas.

Em estágio avançado, essa doença pode até causar dor nos ossos.

3. O tratamento do câncer de próstata pode causar impotência?

Os nervos responsáveis pela ereção podem sim ficar danificados por causa da cirurgia e da radioterapia, e o bloqueio hormonal afeta a libido. Após a cirurgia, é necessário esperar até um ano para que o quadro seja avaliado.

Para os pacientes que possuem um caso brando, podem ser prescritos medicamentos para disfunção erétil. Nos mais graves, é possível fazer implante de prótese peniana.

4. O câncer na próstata causa incontinência urinária?

A perda da capacidade de controlar a urina, conhecida como incontinência urinária, é bastante comum em homens que fizeram cirurgia ou radioterapia.

Mas, existem tecnologias que permitem que os problemas sejam temporários e o paciente consegue recuperar o controle total da bexiga.

5. Quanto tempo dura o exame de toque retal?

O exame de toque retal é um procedimento rápido que dura em torno de 10 segundos. Neste tempo, já é possível verificar se há regiões irregulares na próstata.

6. É possível que o tumor nunca cresça?

Quando o tumor é chamado de “câncer indolente” ele não cresce. Mesmo assim, é preciso monitorar por meio de biópsias com intervalos de tempo determinados. Isso vai permitir que o médico tenha certeza de que o câncer não evoluiu.

7. Qual é o tratamento indicado para câncer em estágio inicial?

Quando detectado precocemente, as chances de cura são muito maiores!

Os procedimentos mais indicados nestes casos são a cirurgia (prostatectomia), a braquiterapia (irradiação intersticial da próstata) e as tele radiações.

Cada um deles tem uma grande porcentagem de sucesso e a cirurgia é a que se mostra mais efetiva.

8. Qual é o tratamento indicado para câncer em estágio avançado?

Em estágio avançado, por outro lado, é possível realizar um tratamento paliativo, sem finalidade de cura. Esse tratamento pode manter o câncer inativo por mais de 20 anos.

Neste caso, é adotada a hormonioterapia, quimioterapia de re-sensibilização hormonal ou a radioterapia localizada, dependendo da resposta do tumor.

Conclusão

O câncer de próstata pode ser uma doença silenciosa, por isso todos os homens, façam eles parte, ou não, do grupo de risco, devem se prevenir!

Se você quer o melhor para a sua saúde, opte por uma clínica completa, com os melhores profissionais e infraestrutura da Região Metropolitana de Belo Horizonte.

A Clínica CEU oferece todo o suporte necessário para que o seu preventivo ou tratamento seja conduzido de modo profissional e muito seguro. Realizamos diversos exames e contamos com ótimos especialistas para você e toda a sua família!

Se você precisa realizar a biópsia, mas está com medo, confira este artigo, tire todas as suas dúvidas e faça o procedimento tranquilo!

Para mais informações, acesse nosso Site e Blog ou entre em contato conosco!

Câncer de próstata: confira 8 dúvidas respondidas sobre a doença
Equipe da Clínica CEU

Responsável pelo conteúdo: Dr Rogério Augusto Pinto da Silva - CRM: 13323 - MG. Currículo Lattes. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4728497Y9

LEIA TAMBÉM