Exames preventivos: veja quais fazer

Para manter uma boa saúde, é essencial fazer exames preventivos e ir ao médico com regularidade. Isso ajuda a diagnosticar doenças e desequilíbrios no organismo, podendo tratar o paciente de forma precoce e com maior possibilidade de cura.

Parte importante da prevenção também é conhecer o seu histórico familiar. A genética pode contribuir para o surgimento de algumas doenças, fazendo com que pessoas com esse tipo de histórico médico precisem de acompanhamento frequente com o especialista.

Confira quais são os exames preventivos mais comuns e suas indicações:

A importância dos exames preventivos

Muitas doenças graves podem ser diagnosticadas em um check-up simples. São alterações em exames de rotina, na maioria das vezes, que nos alertam e mostram que algo pode estar errado.

Dessa forma, não podemos deixar para fazer exames apenas quando nos sentimos mal ou negligenciar sintomas que podem ser indicativos de algo mais grave.

Mesmo que você não tenha um histórico familiar de doenças genéticas, alguns exames preventivos são básicos para dizer se a saúde está boa.

Exames preventivos para mulheres

  • Papanicolau

Para as mulheres, um dos exames indicados é o papanicolau, também chamado de “preventivo”. Ele é coletado pelo médico ginecologista no consultório e deve ser feito anualmente após o início da vida sexual da paciente.

O papanicolau permite identificar o câncer do colo do útero em estágios iniciais, facilitando a cura da doença. Além disso, o exame ajuda a detectar outras condições como verrugas, infecções por fungos e herpes genital. Dependendo do seu resultado, o ginecologista pode pedir exames complementares, como a colposcopia, a vulvoscopia e o exame específico do HPV ou outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs).

  • Ultrassom transvaginal

O ultrassom transvaginal é indicado para verificar a saúde do aparelho reprodutor da mulher – útero, as trompas e os ovários. Esse exame ajuda a encontrar miomas, cistos e tumores, além de auxiliar no diagnóstico da endometriose.

No caso de pacientes que usam DIU, o transvaginal também é indicado para verificar a posição do dispositivo.

  • Mamografia Digital

Outro exame muito importante é a mamografia digital. A mamografia é indicada para mulheres a partir dos 35 anos, com histórico de câncer de mama na família, ou após os 40 anos, sem histórico. O exame é o maior aliado na prevenção a esse tipo de câncer.

O ultrassom das mamas também pode ser indicado para complementar o diagnóstico, dependendo de certas condições que serão analisadas pelo médico especialista. Ele não substitui a realização da mamografia.

Além da saúde reprodutiva, outros exames preventivos são importantes para as mulheres:

  • Exames de sangue de rotina (hemograma, creatinina, ureia, colesterol, triglicérides e glicemia);
  • Exame de urina;
  • Dosagens hormonais (conforme prescrição médica);
  • Ultrassom da tireoide;
  • Densitometria óssea (após o início da menopausa, para identificar e prevenir a osteoporose).

Exames preventivos para homens

Ainda há alguns tabus que impedem os homens de irem ao médico com a frequência necessária. Muitos não acreditam que precisam fazer prevenção e, como consequência, as doenças graves quase sempre são descobertas tardiamente dificultando o tratamento e cura.

Para eles, os exames preventivos mais comuns são:

  • Monitoramento da pressão arterial;
  • Exame de sangue de rotina (hemograma, colesterol, ácido úrico, glicemia e triglicérides);
  • Exame de detecção da diabetes (para homens acima de 45 anos, especialmente os sedentários e com histórico na família).

Além desses exames laboratoriais, outras especialidades médicas precisam ser consultadas com frequência, sendo a principal delas a Urologia. O urologista é o especialista no sistema reprodutor masculino, e é ele quem faz o polêmico exame de toque retal, o exame de próstata.

O câncer de próstata pode ser detectado bem no início por esse exame, o que é fundamental para que ele possa ser curado. Além do toque, o PSA, um exame de sangue, também é indicado para monitorar a saúde da próstata.

Homens a partir dos 50 anos devem fazer os exames de próstata anualmente. Se tiver histórico familiar, a prevenção começa aos 45.

Por fim, exames para detectar Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) também são essenciais para aqueles sexualmente ativos.

Exames preventivos para idosos

A partir dos 50 anos, além dos exames específicos, mulheres e homens devem realizar os seguintes:

  • Exame de TSH: monitora a tireoide, ajuda no diagnóstico do hipotireoidismo e outras doenças autoimunes;
  • Colonoscopia: o exame diagnostica o câncer de cólon e o câncer no reto, além de localizar pólipos e outras anormalidades no intestino;
  • Raio-x do tórax e acompanhamento com pneumologista: especialmente para fumantes, para ajudar no diagnóstico precoce do câncer de pulmão (um dos que mais mata atualmente) e outras doenças respiratórias;
  • Eletrocardiograma: a partir dos 50 anos, o cardiologista precisa ser visitado anualmente para monitorar a saúde do coração, prevenindo e tratando quadros que provocam insuficiência cardíaca, arritmias e até mesmo infartos.

Idosos também precisam medir a dosagem de vitamina D, essencial para a saúde dos ossos, sendo a densitometria óssea o exame que detecta a osteoporose. E por último, mas não menos importante, o oftalmologista também deve receber uma visita por ano, para prevenir doenças como a catarata e o glaucoma.

Os exames preventivos são essenciais em todas as fases da vida. O médico é quem irá indicar quais exames são necessários em cada caso, por isso não deixe de incluir as consultas preventivas anualmente.

Assim que o médico solicitar os seus exames preventivos, conte com a Clínica CEU para cuidar da sua saúde! Solicite o agendamento online do seu exame aqui.

Exames preventivos: veja quais fazer
Equipe da Clínica CEU

Responsável pelo conteúdo: Dr Rogério Augusto Pinto da Silva - CRM: 13323 - MG. Currículo Lattes. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4728497Y9

LEIA TAMBÉM