Doenças no verão: como prevenir

Uma nova estação está chegando. Férias diversão e passeios estão na lista de desejos de muitas pessoas, afinal esta é uma das épocas mais preferidas entre os brasileiros. Por outro lado, vale a pena se atentar para alguns cuidados e prevenir as doenças no verão.

O verão é uma estação de intenso calor e chuvas tropicais, principalmente em países como o nosso. Estas duas características são ideais para o crescimento e proliferação de mosquitos transmissores de algumas doenças. Estamos falando da dengue, zika, chikungunya e febre-amarela. 

Além disso, as altas temperaturas associadas a umidade propiciam o desenvolvimento de microrganismos, como fungos e bactérias, causadores de micose, intoxicação alimentar, otite, dentre outras.

Outro ponto para se ter atenção é que as exposições prolongadas ao calor excessivo contribuem para diversos problemas. Desidratação, inchaço nas pernas, queda de pressão arterial, insolação, queimaduras e aparecimento de doenças como herpes, principalmente a labial, são algumas das consequências.

Por isso, é importante ficar ligado nas dicas de como evitar ou reduzir os problemas e as doenças no verão. Neste artigo, vamos apresentar os principais cuidados para que você aproveite a estação com saúde. Confira!

Cuidados essenciais para evitar doenças no verão

Os cuidados para evitar doenças no verão são, na verdade, boas práticas a sere adotadas no dia a dia. 

1. Não esqueça o protetor solar

Para aproveitar ao máximo tudo o que o sol tem a oferece, é necessário ter cuidados especiais com o nível de radiação a que se expõe. Os raios solares emitem radiação UVA e UVB e cada uma têm suas particularidades.

Os raios UVA atingem a camada superficial da pele, a epiderme, e são responsáveis por deixá-la com aquele aspecto vermelho, principalmente em pessoas de pele mais clara. Já os raios UVB, penetram mais profundamente, na derme, deixando a pele com aspecto de bronzeado. 

Estes raios UVs, além de estarem associados ao desenvolvimento do câncer de pele, podem causar o envelhecimento precoce. Por isso o uso de protetor com fator de proteção solar (FPS), de pelo menos 30, é essencial. 

É interessante mencionar que o fator de proteção vai aumentando conforme cada um.  Indivíduos de pele mais escura podem utilizar fatores de proteção menores, pois são naturalmente protegidos pela melanina. Por outro lado, quem tem a pele clara não conta com a mesma proteção. Por isso, o fator de proteção deve ser maior. 

O filtro solar deve ser usado 30 minutos antes de se expor ao sol, sempre reaplicado após entrar no mar, piscina ou cachoeira e, ainda, de duas em duas horas mesmo que não entre na água. 

2. Use chapéus, roupas de manga comprida e tecidos leves

A insolação é comum entre as doenças no verão e um dos problemas que mais atingem pessoas que se expõe ao sol. Seus sintomas são o aumento da temperatura corporal, náuseas e vômitos.

Há lugares no Brasil em que a temperatura chega a mais de 40 °C e, com isso, o protetor solar apenas não será suficiente. O uso de roupas leves, permite o corpo a trocar temperatura com o ambiente mais facilmente. Além disso, evitar o sol nos horários de pico, entre 10 h e 16 h reduz significativamente a insolação. 

A exposição prolongada ao sol pode causar ainda queda da pressão arterial e inchaço, este ocorre principalmente em pessoas que passam várias horas do dia sentados. Nesse caso, a indicação é praticar alguma atividade física e se manter hidratado. 

Este hábito irá ajudar a prevenir o inchaço, auxiliar na manutenção de uma vida saudável e reduzir doenças no verão associadas ao sedentarismo. Não se esqueça também de realizar atividades físicas no verão sempre utilizando roupas leves e de preferência em locais bem arejados. 

3. Aplique bem o repelente

O Brasil é um dos países com o maior número de insetos do mundo. Dentre eles estão alguns causadores de doenças como dengue, zika, chikungunya e febre-amarela, bem comum entre as doenças no verão. 

Além das medidas de prevenção e combate ao mosquito para o ano – como não deixar água parada – é importante também se proteger. Usar repelente em combinação com o protetor solar ajuda na prevenção ao mosquito. 

O repelente pode ser usado por crianças e mulheres gravidas, porém, não se deve abusar dele, pois possui substâncias químicas que podem fazer mal ao organismo. É importante ainda, sempre tomar banho e se lavar com sabão antes de dormir, para retirar totalmente o produto da pele.

4. Hidrate-se para prevenir doenças no verão

O suor excessivo devido ao calor exige muito do nosso corpo. A desidratação pode deixar a pessoa desorientada, causar queda de pressão, desanimo e propiciar o surgimento de problemas renais como pedra nos rins. 

Por outro lado, tudo isso é fácil de precaver. Basta tomar mais de 2 litros de água por dia ou um copo cheio a cada duas horas – mesmo que não esteja com sede. Aliás, a sede é uma resposta do organismo à falta de água, não é necessário esperar por ela. Você já sabe que o seu corpo precisa de água, é melhor se prevenir. 

5. Evite deixar alimentos fora da geladeira

Os agentes causadores de intoxicação alimentar, como bactérias e fungos, se propagam com rapidez. Por isso é melhor ficar atento aos alimentos consumidos. 

Evite comidas que não tenham sido preparadas na hora. Se for levar de casa, mantenha em uma caixa térmica até o consumo e evite alimentos à base de maionese, ovos e carnes brancas, pois estes microrganismos crescem mais rapidamente nestes. Além disso, lave sempre as mãos antes de manusear alimentos e depois, pois elas são um veículo potente de fungos e bactérias.

A intoxicação alimentar, pode causar cólicas, náuseas, vômitos e diarreia, tornando suas férias desagradáveis, além de comprometer seriamente a saúde. Por isso, evite-a!

6. Mantenha sua pele seca e limpa

Manter a pele seca e limpa evita micose, frieira, candidíase e otite. Os microrganismos causadores destas doenças têm preferência por locais quentes e úmidos. Logo, manter uma boa higiene dos pés, mãos e partes flexoras, assim como preservar limpos e secos os ouvidos, pode evitar que estes microrganismos se desenvolvam.

Beber água frequentemente, usar protetor solar, repelente e ainda praticar atividade física é essencial para evitar as doenças no verão. A prevenção nestes casos é sempre o melhor remédio. Consulte também o seu médico para saber se há necessidade de maiores cuidados. No mais, é só aproveitar a estação.

Os idosos precisam de atenção especial, em qualquer estação do ano. Confira nosso artigo com 8 cuidados essenciais para a saúde do idoso e fique por dentro das melhores práticas!

Doenças no verão: como prevenir
Equipe da Clínica CEU

Responsável pelo conteúdo: Dr Rogério Augusto Pinto da Silva - CRM: 13323 - MG. Currículo Lattes. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4728497Y9

LEIA TAMBÉM