8 exames para fazer atividades físicas

Iniciar a prática de atividades físicas é geralmente muito recomendado. Tanto sua saúde física quanto a mental se beneficiam disso, mas há um ponto de atenção: muitas pessoas estão se inscrevendo nas academias sem antes saber que é preciso realizar exames para fazer atividades físicas.

De fato, independente de começar a praticar esportes ou não, realizar um check-up para ver a quantas anda a saúde é sempre uma boa ideia.  E no caso de quem vai começar a se exercitar ainda mais.

Trazemos um alerta para os homens. Segundo o Ministério da Saúde, o sexo masculino procura menos os médicos para fazer essa bateria de exames do que as mulheres. Por isso, vale a atenção.

No check-up, serão avaliados diversos aspectos de acordo com as condições físicas, idade, histórico e sexo do paciente.

Os principais objetivos do check-up são identificar condições já instaladas (como diabetes, hipertensão, colesterol alto), prevenir possíveis doenças, além de futuras lesões.

Nesse sentido, destacamos, além dos exames, uma boa avaliação médica. Entenda:

Por a avaliação médica é tão importante?

Para quem passou muito tempo sendo sedentário, ter a visão de um médico com experiência em medicina do esporte para fazer a avaliação é essencial.

Ao tomar esta precaução, a pessoa evita, por exemplo, lesionar músculos e forçar ossos, o que pode levar a grandes problemas de mobilidade no futuro. Com a orientação médica adequada, o novo atleta poderá se exercitar de forma correta, de acordo com suas limitações e necessidades.

“Comece sempre com muito critério e devagar. Nunca queira sair correndo inicialmente ou jogar bola, com exemplo, sem estar bem condicionado fisicamente. Consulte também um profissional da área de atividade física, pois também é muito importante”, afirma o cardiologista Edilson Rubem Andrade.

Outro ponto ressaltado por Andrade é a importância de se buscar, antes de um personal trainner, um médico especializado. “Um aspecto importantíssimo é mesmo antes de fazer a avaliação física com o profissional de Educação Física, se faça a avaliação médica, para evitar que a pessoa passe mal, se já for portador de alguma patologia”, explica.

Na própria consulta médica, o especialista poderá encaminhar o paciente à realização de alguns exames.

Principais exames para fazer atividades físicas

Antes de iniciar alguma atividade ou esporte, existe alguns exames que são necessários realizar. Veja quais são eles:

1. Perimetria e Antropometria

No exame da perimetria, são medidas as circunferências dos membros, como cintura, abdômen e quadril. Ocorre que, a desproporção dessas medidas pode interferir no treino físico e na saúde do praticante. 

Já na antropometria, tudo é avaliado. Estatura, peso, proporções físicas e composição corporal. Por meio desses dados, é feita a determinação do índice de massa corporal (IMC) que irá apontar se o paciente está com sobrepeso, baixo peso, ou se está na faixa ideal.

Tudo isso determina o tipo de treino e a dieta adequada para o indivíduo.

2. Teste Ergométrico

O teste ergométrico ou exame de esforço é uma modalidade que visa analisar a aptidão cardiorrespiratória, a pressão arterial e o ritmo cardíaco em busca de possíveis cardiopatias, bem como avaliar o desempenho do coração sob pressão.

Nele, a pessoa – com eletrodos colados ao seu corpo – caminha por uma esteira que, aos poucos, vai aumentando sua intensidade. O exame possibilita entender se ela sofre risco de infarto e se seu órgão vital está preparado para os exercícios.

3. Glicemia em jejum

A glicemia em jejum é um exame que mede quanto açúcar há no sangue. Dependendo do nível, ele pode indicar hiperglicemia (quando há muito açúcar no sangue) ou hipoglicemia (quando o nível de açúcar no sangue está abaixo do normal).

Este indicador aponta para uma doença muito comum em nosso país: o diabetes.

De acordo com o Ministério da Saúde, a incidência da doença na população cresceu mais de 60% nos últimos 10 anos. O teste está entre os exames para fazer atividade física, já que esta é uma doença metabólica, ou seja, pode se relacionar com o desempenho do organismo durante as atividades físicas. 

4. Colesterol total e frações

Este é outro exame de sangue e ele avalia a quantidade de colesterol no organismo e outros tipos de gorduras, como o triglicérides. 

Com os níveis de colesterol em mãos, o médico pode entender se há risco de infarto e insuficiência cardíaca durante os treinos, bem com os riscos de outros problemas cardiovasculares e entupimentos das artérias.

5. T3, T4 livre e TSH

Sua especificidade é verificar a saúde da tireoide. Pessoas que apresentam hipotireoidismo, baixa produção do hormônio, são mais sensíveis a atividades físicas, pois sofrem de dores articulares e musculares.

Por outro lado, aqueles que tem o hipertireoidismo – produção hormonal excessiva – e praticam atividades físicas intensas podem ter intensificados os riscos de destruição muscular com lesão renal e arritmia cardíaca.

6. Eletrocardiograma (ECG) e ecocardiograma

Por fim, o eletrocardiograma, por meio da análise de frequência e ritmos cardíacos identifica doenças congênitas, que podem se manifestar com o corpo sob estresse.

Por sua vez, o ecocardiograma, é um ultrassom que através da avaliação das válvulas e câmaras cardíacas mostra, com detalhes, o funcionamento do coração.

Conforme mostramos, existem diversos exames para fazer atividades físicas. Mas esses exames não devem ser realizados apenas com esse objetivo, sendo o acompanhamento clínico regular essencial para prevenir possíveis condições e manter a saúde. 

Portanto, além de providenciar os testes regulares e fazer consultas periódicas, vale pontuar a importância de adotar outras práticas para uma boa qualidade de vida. Confira nosso artigo sobre isso.

8 exames para fazer atividades físicas
Equipe da Clínica CEU

Responsável pelo conteúdo: Dr Rogério Augusto Pinto da Silva - CRM: 13323 - MG. Currículo Lattes. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4728497Y9

LEIA TAMBÉM