7 atividades para combater o estresse

A cada dez trabalhadores, três sofrem de esgotamento mental intenso. Distúrbios de sono, dificuldade para convívio social, ansiedade e desenvolvimento de doenças cardíacas, obesidade e depressão são alguns dos sintomas mais graves do chamado mal do século: o estresse

Segundo levantamento da Associação Internacional do Controle do Estresse, o Brasil é o segundo país com maior nível de estresse em todo o mundo. Apesar dos dados alarmantes, é possível encontrar formas de cuidar de si mesmo e dos outros, dando atenção aos sinais que o corpo envia, físicos e mentais.

Atividades físicas, alimentação balanceada, acompanhamento médico e psicológico e um bom planejamento da rotina podem fazer toda a diferença no seu dia a dia.

Quer saber mais? Confira as nossas 7 dicas para combater o estresse:

1. Organizando a rotina

Na correria de prazos e compromissos a se cumprir no dia a dia, pode parecer que a rotina é maior do que qualquer esforço possível. Mas calma: com organização e planejamento, as coisas podem ficar menos estressantes.

  • Tire um tempo semanalmente para organizar os horários na agenda e planejar as atividades semanais;
  • O mesmo vale para o preparo de lanches, marmitas ou mesmo deixar as roupas e os objetos que costuma carregar: separe um dia da semana mais tranquilo para deixá-los pré-organizados;
  • Estabeleça prioridades: faça listas, diárias ou semanais, das tarefas mais importantes e estabeleça quais são as suas reais prioridades;
  • Gasta muito tempo com deslocamento e costuma se atrasar? Inclua-o no seu planejamento também: faz toda a diferença para a rotina;
  • Estabeleça tempos para descanso, lazer e atividades físicas.

2. Alimentação saudável

Comer bem é um dos fatores mais importantes para uma vida saudável e equilibrada, em qualquer idade. Ao fortalecer o corpo, dar mais disposição e prevenir contra uma série de doenças, uma alimentação saudável também ajuda a combater o estresse.

  • Invista na diversidade de grãos, legumes, frutas;
  • Controle o nível de consumo de carboidratos;
  • Evite comidas processadas e gorduras trans;
  • Organize a alimentação da semana, leve lanches e frutas na bolsa ou na mochila;
  • Cozinhar pode ser um ritual relaxante, além de te conectar com aquilo que irá consumir.

3. Exercícios físicos

De esportes a expressões artísticas, são muitas as possibilidades para colocar o corpo em movimento. Eles ajudam a ter mais disposição nas atividades cotidianas, previnem doenças e ajudam a combater o estresse.

  • Esportes: a natação é um dos esportes que mais trabalha com o corpo todo, enquanto futebol e vôlei podem ser ideais para os momentos de sociabilidade. Já o pilates e a musculação auxiliam na flexibilidade e resistência;
  • Expressões artísticas: com a dança, o circo e o teatro é possível desenvolver uma nova habilidade;
  • Há, também, os exercícios realizados na própria rotina, como caminhar pela cidade, usar transporte público e escolher a escada ao invés do elevador.

Aproveite e confira também os principais exames para quem deseja iniciar a prática de exercícios físicos.

4. Lazer e sociabilidade

Estabelecer tempo na rotina para lazer, sozinho ou acompanhado, e momentos de sociabilidade com os amigos é elemento fundamental nessa receita de combate ao estresse. Veja alguma dessas possibilidades:

  • Ir ao cinema ou ao teatro, sair para dançar, caminhar na praça e encontrar com os amigos para conversar: encontre aquilo que você mais gosta de fazer e coloque como prioridade na agenda;
  • Há quanto tempo você não ouve a voz daquela amiga que mora distante ou mesmo de um parente? Ligue para essas pessoas e se lembre do quanto é bom sentir a presença delas;
  • Momentos de descanso: o repouso do corpo é essencial para a saúde e manter os níveis de estresse controlados. Aproveite para ler um livro.

5. Reconectando corpo e mente

É no corpo onde percebemos os sinais de que a mente não vai bem: ansiedade, cabelos que caem, excesso ou falta de apetite, dentre outros. O que é possível fazer para cuidar dessa parte tão importante que nos constitui:

  • Terapia: acompanhamento psicológico pode ser um bom caminho para o autoconhecimento, o tratamento de dores e angústias e também estabelecer as suas prioridades e metas de vida. Há diversas linhas na psicologia, procure aquela que mais combina com o que você precisa;
  • Yoga e meditação: são técnicas que ajudam a melhorar a relação com o próprio corpo, combater o estresse e entender melhor a mente e os sentimentos. Não sabe por onde começar? Confira aqui uma dica de meditação guiada para iniciantes;
  • Boas noites de sono: são essenciais não só para o descanso do corpo, mas para a renovação do organismo e fortalecimento do metabolismo.

6. Cuidados com a saúde

Não é preciso dizer muito quando o assunto é saúde: é sempre melhor prevenir do que remediar. Altos níveis de estresse podem ativar o desenvolvimento de doenças já pré-dispostas, como as cardíacas e obesidade, e fazer com que outras surjam, como a depressão. Acompanhamento médico regular é fundamental.

  • Realizar o check-up anualmente;
  • Marcar consultas periódicas e sempre que algo de diferente for percebido no corpo;
  • Estar atento aos sinais do corpo: ele se comunica constantemente conosco;
  • Conhecer o histórico de saúde familiar e informar ao médico.

7. Melhore o seu ambiente

O nosso ambiente externo diz muito de como andam as energias e os movimentos de dentro. Organizá-lo e deixá-lo visualmente agradável faz muita diferença na rotina:

  • Organizar a casa: não espere as coisas se acumularem para colocá-las no lugar. Não encontrar os objetos quando precisa pode gerar picos de estresse desnecessários no seu dia a dia;
  • Tenha plantas: elas melhoram o ambiente visualmente, trazem vida para dentro da casa e, ainda por cima, te obrigam a parar por alguns minutos para cuidar delas.

Combater o estresse está sempre atrelado à busca de uma boa qualidade de vida. Como vimos neste post, ela passa por uma melhor organização da rotina e do tempo, estabelecer momentos de descanso e lazer, alimentar-se de forma equilibrada e saudável e encontrar estratégias de conexão consigo mesmo.

Ir ao médico regularmente e dar atenção à saúde são também elementos fundamentais. A qualquer sintoma ou sinais de mudanças corporais, procure um especialista para te auxiliar. Ninguém precisa caminhar sozinho!

Gostou das nossas dicas, tem dúvidas ou sugestões? Acompanhe-nos também no Instagram!

7 atividades para combater o estresse
Equipe da Clínica CEU

Responsável pelo conteúdo: Dr Rogério Augusto Pinto da Silva - CRM: 13323 - MG. Currículo Lattes. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4728497Y9

LEIA TAMBÉM