Mamografia digital: como funciona e indicações

Manter-se saudável é uma conquista diária. Tudo o que você faz, caminhadas, opções de alimentação corretas e cuidados mentais são determinantes para que o seu organismo funcione bem. Há também exames periódicos que não podem ser descartados. Sobretudo para as mulheres, um dos principais é a mamografia. Por isso, é muito importante que se entenda a mamografia digital, como funciona e quais suas principais indicações.

A mamografia é um exame obrigatório e de realização anual para mulheres acima dos 40 anos. Com a finalidade de prevenir e diagnosticar doenças como o câncer de mama, ele hoje é feito digitalmente é um dos mais eficientes meios de diagnóstico doenças na região.

Aliás, falar sobre câncer de mama nunca foi tão importante. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) este é o tipo de câncer que mais acomete o sexo feminino em todo o mundo. Por ano, a média é de mais de um milhão de novos casos e quase 500 mil mortes pela doença. 

Dá mesma forma, em território nacional a história não é diferente. O Ministério da Saúde estima que no Brasil ocorram anualmente 52.680 casos novos.

Portanto, não poderíamos deixar de abordar o exame que previne uma doença desta gravidade! Entenda o que é a mamografia digital, como funciona e mais detalhes sobre suas indicações e vantagens.

Mamografia digital: como funciona e o que é

A mamografia é um exame desenvolvido há décadas que utiliza um aparelho criado especificamente para observar a saúde das mamas. Para essa análise, são emitidas baixas doses de radiação que permitem encontrar malformações ou anormalidades na região.

As imagens obtidas no exame são adquiridas pela compressão das mamas, até que cheguem em posição de “disco”. Nessa posição é possível captar imagens nítidas para um diagnóstico mais preciso.

Por outro lado, com o avanço da ciência, temos meios que tornam o teste mais tranquilo para os pacientes e que, aliás, utiliza menor quantidade de elementos químicos, como o rádio, o que torna o exame mais seguro.

Sim, estamos falando da mamografia digital que é feita com uma tecnologia ultrassensível, portanto mais precisa.

Nela, após a realização do procedimento, os dados coletados são processados em computador. As imagens geradas são apresentadas em tela de alta resolução, para melhor leitura dos resultado por parte de um profissional.

As vantagens da mamografia digital

Após o entendimento da mamografia digital, como funciona, é importante conhecer suas vantagens. Dentre elas estão:

  1. Riqueza em detalhes nos resultados;
  2. Diagnóstico mais acertivo;
  3. Armazenamento das imagens geradas;
  4. Rapidez no exame;
  5. Mais segurança, devido as baixíssimas doses de radiação;
  6. Melhor para mulheres que tenham seios grandes, causando menos desconforto.

Indicações para a mamografia digital

Conforme citamos, mulheres acima de 40 anos devem fazer a mamografia digital anualmente. Isso porque após esta idade a probabilidade de se desenvolver o câncer de mama cresce vertiginosamente.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Mastologia, a previsão é que, até os 90 anos de idade uma em cada 12 mulheres desenvolverão algum tipo tumor mamário.

Por isso, esteja atenta aos diversos fatores que podem levar à doença, como:

  • Histórico familiar;
  • Menstruação tardia;
  • Menopausa precoce;
  • Tratamentos de reposição hormonal;
  • Obesidade;
  • Colesterol alto;
  • Outros tumores.

Essas condições podem corroborar para o desenvolvimento da doença em mulheres, assim como alguns fatores genéticos, ambientais e comportamentais. Por outro lado, homens também podem contrair a doença e devem fazer o acompanhamento. 

É importante pontuar que o exame aponta para lesões imperceptíveis ao toque. Portanto, você deve fazer o exame tendo ou não indícios de anormalidades.

Contraindicações

Há pouquíssimas contraindicações para a realização do exame. Uma vez que emite radiação, ele deve ser evitado em mulheres até os 25 anos. Isso se dá pois o procedimento pode afetar o parênquima mamário feminino, que ainda está em desenvolvimento.

Além disso, mulheres sob suspeita de gravidez, gestantes e lactantes não estão aptas a se submeterem ao teste. Em casos em que é necessário avaliação das mamas com ponderações, algumas alternativas podem ser adotadas, como a ultrassonografia em caso de mamas densas, por exemplo.

Ela é um exame que diagnostica melhor nódulos, mas só a mamografia consegue detectar microcalcificações, que são o sinal mais precoce do câncer de mama. Por isso, o ultrassom das mamas não pode substituir a mamografia, sendo ambos métodos complementares no diagnóstico.

Onde fazer mamografia digital em BH

A preparação para o exame é muito simples: basta não usar cosméticos nas axilas e regiões das mamas no dia do procedimento. É importante, também, que a paciente leve exames relacionados as mamas no dia e que chegue com a antecedência de 20 minutos no local.

A Clínica CEU realiza a mamografia digital. Somos especialistas em exames de imagem em BH, com uma equipe especializada e diagnósticos precisos.

Neste artigo, você pôde entender mais sobre a mamografia digital: como funciona, suas indicações e contra indicações, as principais diferenças – em comparação com o exame convencional – e o melhor modo de se preparar para realizá-lo. Agende sua mamografia de forma online!

Mamografia digital: como funciona e indicações
Equipe da Clínica CEU

Responsável pelo conteúdo: Dr Rogério Augusto Pinto da Silva - CRM: 13323 - MG. Currículo Lattes. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4728497Y9

LEIA TAMBÉM