Onde colocar DIU em BH

O DIU é um método contraceptivo de longo prazo e é uma ótima opção, principalmente para mulheres que têm dificuldades de adaptação com outros métodos como a pílula e as injeções hormonais. Porém, segundo o último levantamento do Ministério da Saúde em 2017, menos de 2% das mulheres brasileiras utilizam o DIU, o que indica que falta informação e também acesso ao dispositivo para grande parte da população.

Existem dois tipos de DIU, o hormonal e o não hormonal, que pode ser fabricado em prata ou em cobre. Ambos são métodos eficazes, com taxas de falhas inferiores às da pílula (menos de 1%), e podem ser usados por mulheres em qualquer faixa etária, com ou sem filhos.

Neste post, vamos explicar em detalhes como funcionam os dois tipos de dispositivo intrauterino e onde colocar DIU em BH. Continue lendo para saber tudo sobre esse método.

Como o DIU hormonal funciona?

O DIU é um pequeno dispositivo, em formato de T, cujo tamanho varia de acordo com a necessidade da mulher. O DIU hormonal é feito de plástico, contém progesterona e libera doses do hormônio aos poucos ao longo do tempo. A ação do hormônio prejudica os espermatozoides, impedindo que eles possam chegar até o óvulo. Além disso, a progesterona também afina o endométrio, a camada da parede do útero que é necessária para que o óvulo fecundado se fixe e possa se desenvolver.

Por isso, é comum que o DIU hormonal seja utilizado em tratamentos de endometriose e para mulheres com fluxo menstrual muito intenso, que sofrem com cólicas. O método pode reduzir o fluxo menstrual e aliviar as cólicas, e algumas mulheres até deixam de menstruar enquanto estão com o dispositivo.

O DIU hormonal tem validade de 5 anos, e seu maior benefício em comparação com a pílula anticoncepcional é a ausência de estrogênio na sua composição. O estrogênio é o hormônio que está associado ao risco de trombose para quem faz uso da pílula.

Como o DIU não hormonal funciona?

Existem dois tipos de DIU não hormonal, o de cobre e o de prata. O tipo mais comum é o DIU de cobre, que também tem um formato de T ou Y, em alguns casos, e o tamanho escolhido pode variar de acordo com o útero de cada mulher.

O cobre libera íons no útero, que paralisam os espermatozoides, impossibilitando a fecundação. Da mesma forma que o DIU hormonal, o DIU de cobre também dificulta a implantação do óvulo fecundado, reduzindo ainda mais as chances de uma gestação acontecer.

Por não possuir hormônios em sua composição, ele não interfere no ciclo menstrual e apresenta poucos efeitos colaterais. Ele pode ser utilizado por adolescentes, mulheres amamentando e por aquelas que não querem ou não podem usar métodos hormonais.

A principal advertência sobre o DIU de cobre é a sua duração, que pode variar entre 3 e 10 anos, dependendo do modelo. Também há a necessidade de realizar exames de rotina para avaliar o dispositivo e garantir que está bem posicionado.

Como é a inserção do dispositivo?

A inserção do DIU costuma acontecer durante a menstruação, pois o colo do útero se encontra dilatado nesse período. Assim, é menos incômodo inserir o dispositivo.

É bastante comum que os ginecologistas façam a inserção do DIU no próprio consultório. Entretanto, é muito importante que o dispositivo esteja posicionado corretamente dentro do útero – normoposicionado – para garantir a sua eficácia. Então, ainda que você faça a colocação do seu DIU no consultório médico, será indicado fazer uma ultrassonografia transvaginal para conferir o posicionamento.

Uma ótima opção é colocar o DIU em uma clínica especializada, que utilize o ultrassom para guiar o processo. Assim, você tem certeza de que o dispositivo está bem posicionado e não corre riscos de falha ou perfuração da parede uterina.

Depois de implantado, o DIU permanece dentro do útero. Na extremidade inferior do dispositivo fica uma cordinha bem fina, que vai ficar posicionada na saída do colo do útero, no canal vaginal. Quando for necessário substituir ou reposicionar o DIU, é essa cordinha que o médico vai usar para retirá-lo do útero.

Coloquei o DIU, e agora?

A adaptação ao DIU costuma ser bem simples. Durante a colocação e alguns dias após, é normal a mulher sentir um pouco de cólica, mas o sintoma costuma ser passageiro.

No caso do DIU hormonal, a mulher vai passar a sentir as mudanças no seu ciclo menstrual com o tempo. O DIU de cobre pode causar um aumento no fluxo menstrual, que se normaliza com o tempo.

Regularmente, é fundamental realizar os exames de ultrassom para avaliar a posição do DIU. Durante a menstruação, por conta das contrações do útero, o dispositivo pode se deslocar, sendo necessário reposicioná-lo. Mas fique tranquila: desde que o DIU permaneça dentro do útero, a sua ação anticoncepcional se mantém.

Onde colocar DIU em BH

Agora que você já sabe tudo sobre o dispositivo, deve estar se perguntando onde colocar DIU em BH. E a resposta que temos é a seguinte:

O primeiro passo para colocar o DIU é se consultar com o seu ginecologista. Ele vai te examinar, conhecer o seu histórico de saúde e te encaminhar para realizar todos os exames necessários antes de fazer a inserção de um DIU.

Feitos os exames, você e seu médico vão escolher o melhor tipo de DIU para o seu caso, porque cada mulher tem suas particularidades e não existe uma recomendação universal. Com todas essas informações em mãos, você pode selecionar onde colocar dispositivo.

Recomendamos que você faça esse processo com o apoio da Clínica CEU em BH. Fazemos a inserção, o reposicionamento e a retirada de DIUs com acompanhamento ultrassonográfico, reduzindo o desconforto para a paciente e com a total segurança de que o dispositivo será implantado da forma correta.

O procedimento tem duração de até 30 minutos. É necessário reter urina por 1 hora antes da realização, para facilitar a visualização da ultrassonografia.

Se você está buscando um local para colocar o seu DIU em BH, agende seu procedimento na Clínica CEU. Entre em contato conosco pelo agendamento online ou pelo telefone (31) 98260-8125. Estamos localizados na Avenida Francisco Sales, número 1656, no bairro Santa Efigênia – Belo Horizonte/MG.

Onde colocar DIU em BH
Equipe da Clínica CEU

Responsável pelo conteúdo: Dr Rogério Augusto Pinto da Silva - CRM: 13323 - MG. Currículo Lattes. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4728497Y9

LEIA TAMBÉM