Afinal, quais são os fatores de risco para o câncer de próstata?

Os fatores de risco para o câncer de próstata envolvem hábitos e características que podem tornar o homem mais vulnerável ao desenvolvimento da doença. Como em outras enfermidades, estes fatores podem ser modificados pela adoção de bons hábitos no dia a dia. 

No entanto, outros fatores de risco para o câncer de próstata ainda não podem ser mudados, como a idade e hereditariedade. Para entender de uma vez por todas quais são as condições que aumentam as chances do desenvolvimento dessa doença na saúde do homem, criamos o post a seguir. Acompanhe conosco a leitura! 

Quais são os fatores de risco para o câncer de próstata

O câncer de próstata é o tipo de tumor mais comum entre os homens, acompanhado pelo câncer de pele não-melanoma. Ainda que alguns fatores de risco possam ser evitados com a mudança de certos hábitos, outros continuam a representar uma grande ameaça para a incidência desta doença. 

Viver com os fatores de risco para o câncer de próstata não significa necessariamente que os indivíduos virão a desenvolver a enfermidade. Contudo, a ausência de tais fatores também não é uma garantia de eliminar o aparecimento da doença. Ainda assim, é comprovado que quanto maiores os fatores de risco, elevadas também serão as chances do desenvolvimento do câncer.

Diferentes fatores estão ligados ao risco para o câncer de próstata

Por ser uma doença que sem  causa única, o câncer de próstata apresenta diferentes fatores que muitas vezes passam despercebidos pela falta de informação sobre o assunto. Por esse motivo, é fundamental conhecer estes principais causadores. 

Idade

Um dos principais fatores de risco para o câncer de próstata é a idade. Para homens com mais de 50 anos, as chances de desenvolver a doença costumam aumentar. Esse é um dos motivos pelo qual campanhas como Novembro Azul discutem sobre a importância dos exames preventivos para indivíduos nessa idade. 

Em homens acima de 65 anos, os casos de câncer de próstata representa 60% do total. Já para os que estão abaixo dos 50 anos, a recomendação é buscar tratamento a partir dos 45 anos caso já exista algum caso da doença na família.

Etnia

A etnia também foi um fator observado. Afirmou-se que homens de ascendência africana estão mais propensos a desenvolver o câncer de próstata. Da mesma forma, foi constatado que a doença afeta com menos frequência homens de ascendência asiática e latina. 

Hereditariedade

Entre os homens diagnosticados com câncer de próstata, cerca de 20% tinham como fator de risco a genética. Ou seja, existia algum familiar próximo com a doença. Essa chance pode ainda aumentar caso dois ou mais parentes de primeiro grau, como irmão, pai ou avô, tenham desenvolvido o câncer de próstata antes dos 60 anos.

Hábitos de vida

Alguns dos fatores de risco para câncer de próstata que podem ser controlados são os hábitos de vida. Estudos mostram que o consumo excessivo de álcool e cigarro pode aumentar as chances da doença, assim como a obesidade e o sedentarismo. Além disso, essas condições não proporcionam um bom cenário para a saúde em geral, visto que são fatores de risco também para condições crônicas.

Alimentação

A alimentação tem uma influência ainda incerta sobre o câncer. Entretanto, evidência apontam que uma dieta com frutas, verduras, legumes, grãos e cereais em abundância não só ajudam a diminuir os riscos do câncer, como reduzem também o desenvolvimento de doenças crônicas

A ingestão de gordura, leite e carne vermelha aponta para o aumento do risco para o câncer. Por isso, equilibrar a dieta com alimentos protetores, como vegetais ricos em carotenoides, como a cenoura e tomate e leguminosas é essencial. Além disso, componentes naturais desses alimentos, como vitaminas e minerais, também desempenham o papel de proteção ao organismo. 

Conclusão

Na leitura de hoje, você pôde conhecer melhor os fatores de risco para o câncer de próstata. Com estas informações, é hora de começar a prevenção contra essa doença. Lembre-se de visitar um especialista regularmente para realizar os exames preventivos. Caso existam casos em sua família, essa avaliações deverão ser feitas com maior frequência.

Estas informações foram úteis? Então, veja como a mudança de hábitos pode prevenir o câncer de próstata e continue acompanhando nossas novidades. 

Afinal, quais são os fatores de risco para o câncer de próstata?
Equipe da Clínica CEU

Responsável pelo conteúdo: Dr Rogério Augusto Pinto da Silva - CRM: 13323 - MG. Currículo Lattes. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4728497Y9

LEIA TAMBÉM