Outubro Rosa: entenda a importância dessa campanha

Você provavelmente já conhece o Outubro Rosa, uma campanha que vem para reforçar a importância da prevenção do câncer de mama.

Estima-se que, por ano, ocorram quase 60 mil novos casos da doença no Brasil. Os dados da organização não governamental Outubro Rosa é um alerta para todos, sobretudo para as mulheres, pois o câncer é a causa da morte  de cerca de 13 mil mulheres por ano.

A prevenção é indispensável para reduzir essa realidade, afinal, a cura é possível em 90% dos casos de diagnóstico do câncer com menos de um centímetro. Além disso, quando a descoberta é feita no início, pode-se evitar que o tumor aumente e atinja outros órgãos.

Por outro lado, a doença é de difícil prevenção, uma vez que está ligada aos cuidados pessoais, hábitos e histórico familiar.

Veja quais exames fazer periodicamente para evitar a doença e porque a mamografia digital é o exame ideal, além de outras informações importantes sobre a campanha Outubro Rosa:

O que é o Outubro Rosa

O Outubro Rosa começou com a Fundação Susan G. Komen for the Cure nos anos 1990, mas outras organizações aderiram à causa ao longo dos anos. Esse é o caso do INCA, que promove eventos, debates, e apresentações produz materiais educativos sobre o tema durante todo o mês.

O maior foco da campanha é alertar mulheres e sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e, mais recentemente, também sobre o câncer de colo do útero. Várias organizações realizam ações sobre o tema em outubro e buscam divulgar o acesso a serviços voltados à prevenção dessas doenças.

Como prevenir o câncer de mama

Não é possível prevenir o câncer em todos os casos mas existem hábitos que, se incorporados à rotina pode ajudar a reduzir as chances do tumor. Veja a lista de itens apresentados pelo INCA e reforçados pelas campanhas do Outubro Rosa:

  • Não fume: somente o cigarro contem 4.700 substâncias tóxicas e cancerígenas;
  • Preze por uma alimentação saudável: isso inclui alimentos de origem vegetal, além de evitar os ultraprocessados;
  • Mantenha o peso adequado ao seu biotipo: pessoas acima do peso são mais propensas ao câncer;
  • Pratique atividades físicas: faça uma caminhada, aulas de dança e yoga ou inscreva-se em uma academia se gosta de musculação. O importante é fazer algo que lhe dê prazer e a mantenha ativa de forma regular;
  • Amamente: o leite materno é o alimento ideal para seu filho e o ajudará a se desenvolver menos propenso ao câncer;
  • Evite a ingestão de bebidas alcoólicas: elas também aumentam as chances de desenvolvimento do câncer;

Além disso, vacine-se contra a hepatite B e contra o HPV (meninas de 9 a 14 anos e os meninos de 11 a 14 anos) e faça o exame preventivo do câncer do colo do útero a cada três anos. O acompanhamento médico é essencial para identificar qualquer alteração.

Como diagnosticar o câncer de mama

Já sabemos que o diagnóstico precoce aumenta em 90% as chances de cura da doença e possibilita que a pessoa leve uma vida com qualidade. Há algumas formas de se detectar o câncer de mama, sendo uma delas o exame de toque

Cultive o hábito de examinar suas mamas buscando por irregularidades, como: abaulamentos, irritações, inchaços, vermelhidão, dores, secreções sanguinolentas ou serosas. Fique atenta também à retração, espessamento e inversão do mamilo ou pele e endurecimento nos nódulos.

Tão importante quanto o exame de toque, é a realização da mamografia. Ressaltamos que ela é essencial e que não há motivos científicos para ter ressalvas em relação a este exame. Entenda melhor:

A importância da mamografia

A mamografia é o principal exame para a detecção precoce do câncer de mama. É importante ressaltar que ele pode e deve ser feito por mulheres que ainda não apresentam os sintomas da doença mas que se encontram numa faixa etária de risco e tenham propensão à doença.

A mamografia digital, quando realizada corretamente, é efetiva na redução de mortalidade pelo câncer de mama, arrefecimento de perturbações familiares e redução de traumas físicos.

Dados de pesquisas, como os publicados no periódico Radiology, demonstraram que o exame em mulheres acima dos 40 anos é capaz de reduzir em até 30% o número de mortes provocadas pelo câncer de mama. 

No Brasil, a recomendação da mamografia é anual para mulheres a partir dos 40 anos de idade, de acordo com a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO), a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) e o Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (CBR).

O câncer de mama é uma condição desafiadora e é consenso entre os especialistas que a mamografia associada a exames clínicos das mamas é a melhor estratégia de prevenção da doença. Lembrando que o exame deve ser realizado anualmente.

Nesse sentido, é muito importante para a mulher contar com uma clínica que realize a mamografia digital. A Clínica CEU oferece o tratamento completo as suas pacientes, em quaisquer situações. Agende sua mamografia e receba o melhor diagnóstico durante o Outubro Rosa ou sempre que precisar!

Avalie esse post
Outubro Rosa: entenda a importância dessa campanha
Equipe da Clínica CEU

Responsável pelo conteúdo: Dr Rogério Augusto Pinto da Silva - CRM: 13323 - MG. Currículo Lattes. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4728497Y9

LEIA TAMBÉM