Ultrassom das mamas: entenda como funciona

A ultrassonografia é um exame importante na avaliação mamária, apresentando indicações específicas. É utilizada principalmente para caracterizar alterações palpáveis ou detectadas à mamografia (geralmente nódulos e assimetrias), assim como para o rastreamento complementar à mamografia no grupo de mulheres com mamas densas.

Apresenta ampla disponibilidade e custo acessível, com uma boa acuracidade. Ele trabalha com ondas sonoras de alta frequência, que proporcionam imagens da estrutura interna como a mama (Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem e FEMAMA, 2018).  

Ultrassom da mama e mamografia: principais diferenças

O ultrassom da mama não substitui a mamografia, mas serve para complementar e detalhar o seu diagnóstico. A Sociedade Brasileira de Mastologia indica que a mamografia deve ser realizada anualmente a partir dos 40 anos, no intuito de prevenir o segundo tipo de câncer que mais mata no mundo e o principal entre o público feminino.

Indicações do ultrassom das mamas

A ultrassonografia é um dos principais métodos de imagem para o diagnóstico das doenças mamárias. Suas principais indicações são: 

  • Avaliação de nódulos caracterizados à mamografia para diferenciar seus conteúdos entre nódulos sólidos, cistos ou nódulos sólidos císticos;
  • Avaliação das assimetrias focais observadas à mamografia, pesquisas de abcessos ou coleções líquidas pós cirúrgicos, avaliação da integridade dos implantes mamários;
  • Método preferencial para orientação de procedimentos intervencionistas percutâneos como punções por agulha fina, biópsias de fragmento por agulha grossa e as assistidas à vácuo e agulhamentos, desde que estas lesões sejam visualizadas ao ultrassom (SOCIEDADE BRASILEIRA DE MASTOLOGIA, 2017). 

Como funciona o exame?

O ultrassom pode ser feito em um consultório médico, clínica ou hospital. Com a paciente deitada numa maca, o médico colocará um gel sobre a pele onde o transdutor será manipulado. Esse gel lubrifica a pele e ajuda a conduzir as ondas sonoras. O tempo médio de realização é de 15 a 30 minutos (AMERICAN CANCER SOCIETY, 2016). 

O que o ultrassom da mama pode identificar

O ultrassom das mamas possibilita distinguir lesões que não podem ser palpadas, mas não são visualizadas na mamografia como, por exemplo, lesões sólidas e císticas, que possuem o aspecto semelhante na mamografia e até mesmo direcionar uma biópsia percutânea. 

A ultrassonografia da mama também é indicada para pacientes que possuem o tecido mamário denso (SOCIEDADE BRASILEIRA DE MASTOLOGIA, 2017). 

Ultrassonografia ou mamografia: qual destes exames é melhor? 

Ambos são indicados para avaliação de patologias mamárias, mas cada um possui suas particularidades. Importante saber que os métodos se complementam, ou seja, um auxilia o outro no diagnóstico das diferentes lesões mamárias, incluindo o câncer de mama.

Como vimos nesse post, o ultrassom da mama é um exame importante que auxilia na detecção de alterações mamárias de forma detalhada e complementa o diagnóstico da mamografia.

Para a sua realização, é necessária a avaliação do médico. Tem como principais vantagens o não uso de radiação, podendo ser realizado por gestantes e lactantes, e a sua entrega é imediata.

Se você deseja realizar a ultrassonografia mamária, agende o seu exame conosco! A Clínica CEU é referência nos diagnósticos de imagem como ultrassom, biópsia, mamografia, doppler e suas variações. Com profissionais altamente qualificados e serviços de qualidade, oferece uma infraestrutura de excelência para te atender.

Estamos localizados na Avenida Francisco Sales, nº 1656, bairro Santa Efigênia – Belo Horizonte. 

Ultrassom das mamas: entenda como funciona
Equipe da Clínica CEU

Responsável pelo conteúdo: Dr Rogério Augusto Pinto da Silva - CRM: 13323 - MG. Currículo Lattes. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4728497Y9

LEIA TAMBÉM