Exame de ultrassom: você sabe para que serve? Conheça 9 tipos!

Provavelmente você já realizou um exame de ultrassom. No entanto, sabia que esse exame pode ser realizado para ajudar no diagnóstico de diversos problemas de saúde? Com a ajuda de ondas sonoras para obter cortes anatômicos no organismo, o exame de ultrassom pode ser feito para atender diferentes especialidades médicas. A seguir, conheça os 9 principais exames de ultrassonografia!

O que é um exame de ultrassom?

O exame de ultrassom, também chamado ultrassonografia ou ecografia, é um dos exames de imagem mais usados na medicina. Esse procedimento não invasivo permite visualizar, com detalhes, as movimentações das estruturas internas do paciente, bem como seus órgãos e tecidos.

No ultrassom, o paciente fica deitado, e o profissional aplica gel condutor na região a ser avaliada. Com isso, o médico desliza o transdutor – um equipamento que emite e capta ondas sonoras não audíveis – na pele do paciente. As ondas captadas são interpretadas e a partir delas se forma a imagem.

Quais são os principais tipos de exames de ultrassonografia?

O exame de ultrassom pode ser feito para ajudar no diagnóstico de diferentes doenças. Por isso, a ultrassonografia é realizada em diversas partes do corpo. A seguir, conheça os 9 principais tipos de exames de ultrassonografia.

1. Ultrassonografia abdominal superior e total

O ultrassom abdominal visa analisar todo o abdome em busca de: líquidos, massas, pancadas e traumatismos. O exame é geralmente recomendado caso o paciente apresente queixas de dores abdominais sem causa aparente. Na avaliação do abdome superior e total são observados o fígado, pâncreas, rins e adrenais, vesícula e vias biliares, baço e outros pontos focais. 

Esse exame necessita preparos, geralmente mediante orientação médica. Por outro lado, normalmente solicita-se jejum de 6 horas e a ingestão de alguns copos d’água antes do procedimento que visa analisar a bexiga.

2. Ultrassonografia com contraste

A ultrassonografia contrastada é um avanço no diagnóstico por imagem, melhorando a resolutividade do exame de ultrassom, permitindo diagnósticos mais precisos, bem como aumentar a sensibilidade na detecção de lesões focais em órgãos sólidos como o fígado, baço, rim, entre outros. 

Por meio do padrão de distribuição do contraste no órgão e em lesões focais, pode-se determinar sua natureza. Além disso, permite visualizar lesões difíceis de serem percebidas com o ultrassom convencional, possibilitando a biópsia eco-guiada ou o tratamento ablativo localizado de tumores.

3. Ultrassonografia da tireoide ou cervical com doppler

A glândula tireoide pode sofrer inflamações que reduzem sua capacidade de funcionamento ou aceleram, causando distúrbios como o hipotireoidismo, hipertireoidismo. Em situações com essa, o ultrassom da tireoide é o exame de imagem que pode ajudar a detectar e diagnosticar tais anomalias.

Este tipo de exame de ultrassom é feito para diagnosticar lesões focais (nódulos), sejam elas benignas quanto malignas. Além disso, o ultrassom de tireoide permite a avaliação de linfonodos (gânglios) e glândulas salivares. O exame, assim como as outras ultrassonografias, não exige preparo, sendo feito de forma simples e indolor.

4. Ultrassonografia de articulação

A ultrassonografia das articulações identifica anormalidades nas estruturas musculares e articulares, como: cotovelo, punho, ombro, quadril, tornozelo e joelho. Geralmente é indicado em casos de lesões graves ou caso o paciente tenha problemas relacionados às articulações e músculos, ou histórico familiar, como artrites e derrames articulares. Esse tipo de ultrassom não necessita de preparação, e é muito indicado para pacientes idosos.

5. Ultrassonografia dos rins e vias urinárias 

O exame de ultrassom dos rins e vias urinárias, busca identificar doenças do sistema urinário e rins, além de seus órgãos adjacentes. Ele é indicado para pessoas que apresentem sintomas de doenças relacionadas a esses órgãos, que tenham histórico familiar compatível ou mesmo para casos em que o especialista decida investigar as estruturas em questão.

Tem como objetivo avaliar as doenças dos seguintes órgãos e estruturas: fígado, vesícula e vias biliares, pâncreas, rins e adrenais, baço, bexiga, grandes vasos, cavidade peritoneal e retroperitônio do abdome superior e seios costofrênicos. O ultrassom dos rins e vias urinárias requer preparação. É necessário que o paciente faça a ingestão de três copos de água e não despreze a urina por uma hora

6. Ultrassonografia ginecológica 

O ultrassom ginecológico é o exame responsável por avaliar útero e ovários, assim como a presença de outras estruturas como massas pélvicas, tumores, cistos e miomas na região. Essa categoria de exame é dividida em 3 tipos: ultrassom transvaginal, ultrassom pélvico e ultrassom para avaliação de endometriose. Cada tipo de exame ginecológico exige um preparo adequado.

7. Ultrassonografia obstétrica

O ultrassom obstétrico é o principal meio pelo qual mãe e obstetra acompanham o desenvolvimento de um bebê. Por meio dele, é possível identificar a morfologia, idade gestacional, órgãos, bem-estar e crescimento fetal. Outros exames, como o ultrassom 3D e 4D, podem ser feitos, porém, apenas para complementar a ultrassonografia obstétrica.

O exame não prejudica o bebê ou a mãe e não é necessário preparo para sua realização. Contudo, é indicado que, a cada novo exame, os resultados anteriores sejam levados para fins de comparação.

8. Ultrassom de mamas

 O exame das mamas possibilita distinguir lesões que não podem ser palpadas, mas não são visualizadas na mamografia como, por exemplo, lesões sólidas e císticas, que possuem o aspecto semelhante na mamografia e até mesmo direcionar uma biópsia percutânea. 

9. Ultrassonografia 3D/4D

A ultrassonografia 3D é uma evolução do método 2D, que torna o resultado mais próximo da realidade. A diferença é que a imagem ganha profundidade e, por consequência, relevo, possibilitando que se vejam os detalhes da feição do feto.

O exame tridimensional permite que se imprima uma foto, que pode ser a primeira lembrança visual do bebê. Agora, chegando ao 4D, temos mais um elemento acrescido ao exame que é o fato de as imagens em movimento, volume e o som poderem ser visualizados em tempo real, como um vídeo mesmo. Por meio dele, os pais podem ver o movimento de todo o corpo, como o abrir e fechar de boca, movimento das pernas, entre outros.

Como você pôde acompanhar, existem diversos tipos de exame de ultrassom, cada um destinado a avaliar diferentes áreas do corpo e organismo. Para realizar seus exames com tranquilidade e segurança, escolha a clínica de ultrassonografia certa para garantir o melhor resultado!

Está pronto para realizar seus exames? Então, faça já seu agendamento online na Clínica CEU!

Rate this post
Exame de ultrassom: você sabe para que serve? Conheça 9 tipos!
Equipe da Clínica CEU

Responsável pelo conteúdo: Dr Rogério Augusto Pinto da Silva - CRM: 13323 - MG. Currículo Lattes. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4728497Y9

LEIA TAMBÉM


Warning: Use of undefined constant php - assumed 'php' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/dcm6c87qt1ur/public_html/wp-content/themes/ceu/sidebar.php on line 1