Setembro Amarelo: como as atividades físicas impactam a saúde mental?

O Setembro Amarelo é a campanha reconhecida internacionalmente pela conscientização e prevenção ao suicídio. A causa ganhou visibilidade no Brasil em 2015, criada pelo CVV (Centro de Valorização da Vida) junto ao CFM (Conselho Federal de Medicina) e ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria). Desde então, a campanha busca dar visibilidade a este tema que ainda é tabu na sociedade.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), problemas como ansiedade e depressão atingem mais de 12% da população brasileira. Por isso, é fundamental que campanhas como o Setembro Amarelo sejam divulgadas. 

Como forma de contribuir com a conscientização da importância da prevenção ao suicídio na sociedade, vamos apresentar no artigo de hoje a importância das atividades físicas diante da saúde mental. Acompanhe!

O que é o Setembro Amarelo? 

O Setembro Amarelo é a companha organizada para alertar sobre a importância dos cuidados com a saúde mental, e combate ao suicídio. Oficialmente, o dia 10 de setembro representa a data mundial de prevenção ao suicídio. Contudo, a campanha acontece durante todo o ano.

Quais os riscos de uma vida sedentária para a saúde mental? 

Autoridades de saúde consideram o sedentarismo um dos principais males do século. Isso porque, com o avanço da tecnologia e modernização, o estilo de vida não é tão ativo quanto no passado. Com isso, doenças que se agravam com o sedentarismo afeta grande parte da população. 

Além de essenciais para o bom funcionamento do organismo, diminuindo os riscos para hipertensão e outras doenças cardiovasculares, os exercícios físicos contribuem para o bem-estar emocional. 

A prática de atividades é uma boa estratégia para a prevenção de transtornos mentais, como ansiedade, depressão e síndrome do pânico. Além disso, ao ajudar no efeito das medicações e terapia, as atividades físicas complementam o tratamento.

Quais os benefícios de uma rotina saudável de atividades para a prevenção da depressão?

Boa parte das pessoas acreditam que a única opção para reverter transtornos mentais é o uso de medicamentos. Isso porque, muitos não conhecem o impacto das atividades físicas para a saúde mental.

As atividades físicas contribuem para a capacidade cognitiva, fornecendo mais energia e aumentando a autoestima. Além disso, a liberação de endorfina durante os exercícios, conhecido popularmente como hormônio da felicidade apresenta diversos benefícios, como:

  • fortalecimento do sistema imunológico;
  • aumento da disposição física e mental;
  • melhora na qualidade de sono;
  • melhora na concentração;
  • melhora na memória;
  • melhora no humor.

Da mesma forma, a serotonina, neurotransmissor responsável pela regulação do sono e bom-humor, é liberada, aumentando o impacto positivo das atividades físicas na saúde mental.

Por isso, é fundamental encontrar um tempo livre para se exercitar. Para pessoas que não têm esse hábito, é muito importante começar aos poucos, escolhendo atividades adequadas para o modo de vida e resistência corporal. 

Pessoas sedentárias podem encontrar mais dificuldade para começar a se exercitar. O mais indicado é realizar uma consulta médica antes de iniciar, para realizar exames e ter certeza de poder iniciar as atividades sem restrições. 

Além disso, o desânimo e o estado emocional podem atrapalhar o início da prática, fazendo com que as pessoas desistam antes mesmo de notar as melhorias. Por isso, pedir a um amigo que faça companhia no início das atividades pode ser uma forma de manter-se motivado o bastante para perceber a diferença que os exercícios físicos conseguem fazer na saúde mental.

Agora que você já conhece os impactos da prática de atividades físicas na saúde mental, contribua para a conscientização do Setembro Amarelo e divida essas informações com amigos, familiares e conhecidos e não deixe de manter os seus exames de rotina em dia. 

Gostou deste conteúdo? Então, conheça também 7 atividades para combater o estresse!

Setembro Amarelo: como as atividades físicas impactam a saúde mental?
Zeit

LEIA TAMBÉM