Como funciona o ultrassom transvaginal

A ultrassonografia transvaginal, também conhecida como endovaginal, é um exame utilizado para avaliar a saúde dos órgãos reprodutores femininos, como os ovários e o útero. Ele pode ser indicado para verificar o posicionamento do DIU, gravidez nas primeiras semanas, detectar lesões, entre outras finalidades.

E diferente do que muitos pensam, o ultrassom endovaginal é um exame simples que pode ser feito inclusive durante o período menstrual da mulher.

Como funciona o ultrassom transvaginal, porém, continua sendo uma grande questão para muitas pacientes. Para saber mais sobre o exame e suas especificações, é só continuar a leitura!

Quais as diferenças entre o transvaginal e endovaginal?

Apesar da variação de nome, ambos se tratam do mesmo tipo de ultrassom, uma vez que:

  • Transvaginal significa “através da vagina”
  • E endovaginal significa “dentro da vagina”.

Ou seja, o ultrassom transvaginal e endovaginal são termos diferentes utilizados para tratar do mesmo exame.

Como funciona o ultrassom transvaginal?

Muitas pessoas acreditam que o ultrassom transvaginal é um exame muito invasivo e dolorido. Porém, isso não é verdade. Ele pode ser um pouco incômodo, mas não deve doer.

Por isso, é importante ressaltar que não há dor nem necessidade de anestesia para o ultrassom transvaginal. Caso ocorra, a paciente deve informar o examinador que deve interromper o exame.

Se trata de um exame simples em que o médico utiliza um transdutor para avaliar os órgãos reprodutores internamente.

A paciente se posiciona com as pernas entreabertas e os joelhos dobrados em uma cadeira ginecológica. A sonda, ou seja, o transdutor é protegida por um preservativo e o examinador utiliza lubrificante para introduzir o aparelho no canal vaginal. Caso a paciente possua alergia a látex, ela deve alertar o médico previamente.

Esse tipo de ultrassom pode acabar por  romper o hímem, caso a membrana não tenha se rompido anteriormente. Por isso ele não é indicado para mulheres que ainda não iniciaram suas vidas sexuais.

Quais as indicações do endovaginal?

Agora que você já sabe como funciona o ultrassom transvaginal, que tal nos concentrarmos em quais as suas indicações?

Na maioria dos casos, o ultrassom endovaginal é utilizado como um exame de rotina. Ele pode ser requisitado em visitas ao ginecologista ou para identificar as causas de problemas e sintomas como:

O exame também pode ser recomendado durante a gravidez, uma vez que é considerado um procedimento seguro. Isso porque, como todo ultrassom, ele não emite radiação, podendo também ser repetido se necessário, sem riscos para a mulher ou para a gestação.

No caso de pacientes grávidas, o ultrassom transvaginal pode ser utilizado para:

  • Confirmar a gestação, principalmente em casos de gravidez precoce;
  • Monitorar os batimentos cardíacos do bebê;
  • Examinar a placenta;
  • Identificar possíveis causas de um sangramento vaginal;
  • Identificar os primeiros sinais de um possível aborto.

No caso de câncer de útero, colo uterino e ovários, por exemplo, a ultrassonografia transvaginal é utilizada juntamente com outros exames. Neste caso, ele serve para avaliar o fluxo de sangue na região do tumor. Através dessa análise, é possível identificar possíveis padrões na formação de vasos sanguíneos que possam irrigar o tumor, ao mesmo tempo em que pode indicar a sua malignidade. 

Como me preparar para o exame transvaginal?

Geralmente, não há necessidade da realização de um preparo para o exame de ultrassonografia transvaginal. É apenas aconselhado que a mulher tome um banho e tenha cuidado com a higiene pessoal antes da realização do ultrassom e também utilize roupas confortáveis e que possam ser retiradas com facilidade.

Não há problemas em realizar o exame durante o período menstrual e nem em ter relações antes de fazer o ultrassom. No caso da mulher estar menstruada, é recomendado retirar o absorvente interno, caso esteja utilizando.

Também não há necessidade de se depilar antes do exame, a não ser, é claro, que você se sinta mais confortável dessa forma.

Em alguns casos específicos, o médico pode solicitar que a mulher realize o ultrassom com a bexiga cheia. Isso é feito com o objetivo de afastar o intestino, o que facilita a obtenção das imagens. Neste caso, é recomendado ingerir de dois a três copos d’água cerca de uma hora antes do exame, e evitar utilizar o banheiro até a realização do mesmo.

Saber como funciona o ultrassom transvaginal, porque ele é recomendado e como se preparar é importante para a segurança e conforto da paciente.

Como vimos, se trata de um exame simples, necessário para analisar a saúde íntima da mulher e do feto, no caso de pacientes grávidas. O procedimento dura em média de 10 a 15 minutos, e o laudo médico pode ser entregue de forma imediata ou em alguns dias após a realização do exame.

E agora que você já tem todas as informações, aproveite para marcar agora o seu ultrassom transvaginal na Clínica CEU!

4.7/5 - (8 votes)
Como funciona o ultrassom transvaginal
Equipe da Clínica CEU

Responsável pelo conteúdo: Dr Rogério Augusto Pinto da Silva - CRM: 13323 - MG. Currículo Lattes. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4728497Y9

LEIA TAMBÉM