O que é ecografia

O seu médico já te encaminhou para realizar uma ecografia? Se sim, é possível que o nome do exame tenha te deixado um pouco em dúvida, por não ser tão comum. Afinal, o que é ecografia?

Ecografia é uma outra forma de chamar o exame que conhecemos como ultrassom ou ultrassonografia. O exame é muito utilizado no início de investigações e diagnósticos, por ser uma maneira simples e indolor de avaliar estruturas internas.

Em uma ecografia ou ultrassonografia, não há emissão de nenhum tipo de radiação, e o exame não é considerado invasivo. Por isso, é indicado para crianças, gestantes e idosos, que muitas vezes não podem ser expostos à essas condições.

Confira no post outras informações sobre o que é ecografia e como ela funciona

Qual a diferença de ultrassom e ecografia?

Não há nenhuma diferença entre ultrassom e ecografia, são nomes diferentes para o mesmo exame. Por isso, não é raro que o médico solicite um ultrassom e, ao agendar na clínica, o paciente tenha uma ecografia marcada, e vice-versa. Caso isso aconteça com você, não se preocupe, se trata do mesmo procedimento.

Como funciona a ecografia?

A ecografia é realizada com um aparelho chamado ecógrafo, uma sonda que emite ondas de ultrassom. Ao passar a sonda pela pele, as ondas colidem com as estruturas internas dos órgãos, formando imagens através do eco, que são traduzidas por um computador.

Na tela, médico e paciente conseguem ver em tempo real o estado e o funcionamento dos órgãos, assim como se há sangramentos, acúmulo de líquido ou gás, formação de massas ou tumores.

O exame serve ainda para avaliar uma região ou um órgão específico, buscando lesões, alterações, obstruções, inflamações, infecções, cistos e nódulos. Além disso, a ecografia é essencial para confirmar uma gravidez e acompanhar o desenvolvimento do feto ao longo dos 9 meses.

Tipos de ecografia ou ultrassonografia

Os tipos de ecografia ou ultrassonografia se dividem conforme os órgãos ou regiões que avaliam. Podemos citar:

  • Ecografia abdominal: permite visualizar vesícula e vias biliares, fígado, pâncreas e baço;
  • Ecografia do aparelho urinário: avalia bexiga, ureteres e os rins;
  • Ecografia pélvica: muito usada por ginecologistas, avalia útero, ovário e trompas.
  • Ecografia transvaginal ou endovaginal: também indicado por ginecologistas, avalia as mesmas estruturas do exame pélvico, mas por dentro do canal vaginal;
  • Ecografia obstétrica, fetal e morfológica: são ultrassonografias realizadas em gestantes, para confirmar gestações, determinar a idade gestacional, verificar o desenvolvimento do feto e descartar doenças como a Síndrome de Down;
  • Ecografia mamária: pode ser solicitada como um complemento à mamografia, para uma análise mais completa das mamas;
  • Ecografia da próstata: verifica o tamanho da próstata e ajuda a encontrar nódulos e tumores;
  • Ecografia de testículos e bolsa escrotal: muito utilizada por urologistas, ajuda no diagnóstico da infertilidade e de doenças como a varicocele e o câncer de testículo;
  • Ecografia das articulações: indicada por ortopedistas, permite encontrar lesões em áreas como ombro, cotovelo, joelho, tornozelo e quadril;
  • Ecografia da tireoide: solicitada para diagnósticos de nódulos e disfunções hormonais ligadas à tireoide.
  • Ecografia com doppler: avalia a circulação dos vasos sanguíneos e o fluxo de sangue em um determinado órgão ou região do corpo.

Como se preparar para o exame?

Cada tipo de ecografia ou ultrassom possui um preparo diferente e em algumas não é necessário nenhuma preparação. Em geral, os exames abdominais e pélvicos demandam que o paciente mantenha a bexiga cheia, pois ajuda a visualizar melhor os órgãos e estruturas nesta região. Na ecografia abdominal, o jejum pode ser solicitado.

Também é indicado fazer uso de medicamento para eliminar os gases no intestino. Eles podem atrapalhar o funcionamento do ultrassom, prejudicando as imagens e o diagnóstico. Pelo mesmo motivo, muitas clínicas é recomendado que os pacientes evitem alimentos que formam gases, como feijão, repolho e laticínios.

Alguns tipos do exame têm suas restrições. A ecografia endovaginal, por exemplo, não pode ser realizada por mulheres virgens.

Em geral, as ecografias levam cerca de 10 minutos para ser realizadas. A exceção é a ecografia obstétrica, que pode tomar mais tempo, dependendo da posição do feto no momento do exame.

Ao solicitar a ultrassonografia, lembre-se de perguntar sobre o preparo necessário aos atendentes da clínica. Assim, você não corre o risco de não poder fazer o exame no dia agendado.

Seja qual for o tipo de ecografia, uma coisa é certa: é um exame simples, mas muito indicado para o diagnóstico de várias doenças e condições. 

Para realizar seu ultrassom com segurança e conforto, conte com a Clínica CEU. Agende o seu exame clicando aqui ou entre em contato com uma de nossas unidades!

Avalie esse post
O que é ecografia
Equipe da Clínica CEU

Responsável pelo conteúdo: Dr Rogério Augusto Pinto da Silva - CRM: 13323 - MG. Currículo Lattes. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4728497Y9

LEIA TAMBÉM