7 exames de rotina que crianças devem fazer

A manutenção de hábitos saudáveis e um bom acompanhamento médico são essenciais para que possamos envelhecer com saúde. Ainda mais considerando a expectativa de vida do brasileiro que, segundo o IBGE, é de 76,3 anos.

Para chegarmos lá da melhor forma, é necessário investir em uma alimentação saudável, na prática de exercícios físicos e fazer exames de rotina regularmente. E isso não deve ser feito apenas durante a idade adulta, mas sim desde a infância.

Os cuidados com exames de rotina durante a infância podem auxiliar, por exemplo, no diagnóstico precoce de doenças crônicas. Com essas informações, é possível buscar os tratamentos necessários desde cedo. 

Check-up na infância

Diferente do que muitos pensam, o check-up não é necessário apenas na vida adulta. As crianças também precisam passar por exames de rotina.

Os cuidados com a saúde infantil começam com o pré-natal, indispensável para a prevenção e/ou detecção precoce de patologias fetais e/ou maternas ainda durante a gravidez. 

Já após o nascimento, nos primeiros meses de vida, as visitas ao pediatra costumam ser mensais. Dos 6 aos 12 meses, a consulta passa a ser bimestral, entre 1 e 2 anos trimestral, e dos 2 aos 5, semestral. A partir daí, as consultas devem ser realizadas anualmente.

Durante as consultas, os pediatras podem pedir por alguns exames para verificar a saúde da criança. Eles são importantes não apenas para checar a presença de alguma patologia, mas principalmente para a prevenção de qualquer problema.

Vale lembrar que, segundo organizações de saúde, os exames laboratoriais em crianças e adolescentes saudáveis precisam ser feitos com moderação e apenas após o pedido de um médico. Essa recomendação visa evitar que passem por procedimentos invasivos desnecessários.

Em um outro extremo, muitos pais deixam de realizar os exames quando solicitados pelo profissional de saúde. Isso ocorre porque eles acreditam que o filho não apresenta sintomas, e por isso não há necessidade de fazer exames médicos. Mas não é bem assim: como vimos, os exames de rotina durante a infância tem como o objetivo principal a prevenção. Por isso podem ser solicitados sem anormalidade aparente por parte da criança.

Quer saber mais sobre quais os exames de rotina mais comuns durante a infância? É só continuar a leitura!

Exames de rotina para crianças

1. Exame de urina

Um dos testes mais comuns solicitado pelos pediatras é o exame de urina. Por meio dele, é possível identificar a presença de bactérias, infecções e também quantificar se há perda de proteína e desnutrição infantil.

2. Exame parasitológico de fezes

O bolo fecal é de grande ajuda para identificar patologias e infecções. A análise de fezes permite a identificação de parasitas, sangue oculto, e muco anormal, que revelam informações importantes sobre a saúde da criança.

3. Hemograma 

Um dos exames de rotina mais comuns, mas o que pode causar muito estresse entre as crianças e os pais, é o exame de sangue. Apesar da possível dificuldade de coleta, o hemograma é imprescindível para a manutenção da saúde dos pequenos.

É através dele que é possível identificar patologias comuns entre as crianças, como infecções e anemias. Além disso, ele permite a identificação de doenças crônicas já na infância.

4. Anticorpos para Hepatites A, B e C

Feito também através da coleta de sangue, o exame que identifica os anticorpos para hepatites A, B e C auxilia na tomada de decisões sobre a vacinação ou reforço das enfermidades. Ademais, ele também ajuda no tratamento de doenças que podem ser assintomáticas em alguns casos.

5. Glicemia e insulina

A diabetes infantil é uma preocupação global. Por conta disso, os testes de glicemia e insulina podem ser importantes para identificar e combater a patologia no pequeno, especialmente se há casos da doença na família.

6. Raio-X de idade óssea

Diferente dos exames de rotina citados anteriormente, o raio-x de idade óssea é um exame por imagem. Isso quer dizer que não há a necessidade de coletar sangue ou outros fluidos para fazer a análise.

Esse tipo específico de radiografia é geralmente solicitado em caso da altura ou do peso da criança estarem fora dos valores padrões dessas medidas. O exame verifica se há algum problema de crescimento, tudo a partir de um raio-x da mão e do punho da criança.

7. Ultrassom

Um outro exame clínico por imagem que pode ser incluído na rotina de exames da criança é a ultrassonografia. Por ser simples e não invasivo, o teste é indicado desde o pré-natal e pode também ser solicitado até para recém-nascidos.

Existem diferentes tipos de ultrassom, e esse tipo de exame é muitas vezes utilizado para uma primeira avaliação dos órgãos internos, como fígado, rins, ou até mesmo apêndice, tireoide, vasos sanguíneos, vesícula, entre outras partes do corpo

Como vimos, os exames de rotina são importantes em qualquer período de vida, da infância à terceira idade. E o acompanhamento médico, juntamente a prática de hábitos saudáveis, é primordial para a manutenção da saúde independente da idade.

E por falar em diferentes fases da vida, a velhice também exige tanta atenção quanto à infância. Saiba mais sobre qual o melhor momento para procurar um geriatra no nosso artigo especial.

7 exames de rotina que crianças devem fazer
Equipe da Clínica CEU

Responsável pelo conteúdo: Dr Rogério Augusto Pinto da Silva - CRM: 13323 - MG. Currículo Lattes. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4728497Y9

LEIA TAMBÉM