Gestação semana a semana: confira como está o bebê no 2º trimestre

A confirmação da gravidez desperta um misto de emoções nos futuros pais, trazendo com expectativas, insegurança e medo do desconhecido. Conhecer a gestação semana a semana é uma das formas de manter a gestante informada em relação às mudanças presentes em seu corpo e desenvolvimento de seu bebê. 

Dessa forma, é possível que essa experiência seja aproveitada da melhor forma, reconhecendo características peculiares da gravidez e sabendo o que se deve esperar em cada período em especial.

A seguir, você vai conhecer as transformações da gestação semana a semana, entendendo melhor o desenvolvimento do bebê no segundo trimestre. Continue conosco e tenha uma boa leitura! 

Gestação semana a semana: como é o desenvolvimento do bebê no 2º semestre

Após compreender os acontecimentos durante a gestação semana a semana desde a concepção até o final do 1º trimestre, é o momento de conhecer quais são os desenvolvimentos do bebê no 2º trimestre de gestação, período compreende desde a 14ª a 24ª semana. 

Acompanhe a gestação semana a semana

14ª semana

Na décima quarta semana de gestação o bebê mede o equivalente a uma ameixa grande. Durante essa semana, o bebê passa a engolir e expelir o líquido amniótico acumulado nos pulmões. Este é um treinamento natural para a respiração. Além disso, começa a chupar os dedos, treinando seus músculos faciais. Os órgãos que são responsáveis pela emissão de som, como cordas vocais, laringe, esôfago e traqueia, já estão formados.

15ª semana

Acompanhando a gestação semana a semana é possível saber até mesmo quando os cabelos do bebê começam a ser definidos. Aqui, na 15ª semana, o padrão capilar se estabelece, assim como uma fina camada de pelos sem pigmentação que cobre a pele, chamado de lanugo. 

Do tamanho de uma toranja, o bebê apresenta uma pele tão fina que seria possível visualizar o sangue correndo em seus vasos sanguíneos. Já a mãe neste período, começa a sentir alguns desconfortos como inchaços em pés e tornozelos. 

Isso acontece pelo excesso de trabalho que seu coração precisa fazer para levar a quantidade adequada de oxigênio para o bebê. Essa é uma boa época para iniciar atividades físicas leves, como pilates, yoga e caminhada, caso não tenha nenhuma restrição médica.

16ª semana

É na décima sexta semana, quando mede aproximadamente o tamanho de uma maçã, que o bebê começa a desenvolver o sentido do paladar. Demonstrando preferência por sabores doces, quando o líquido amniótico se torna mais adocicado o bebê acaba ingerindo um pouco mais dele. 

Por isso, ao realizar uma ultrassonografia 4D, que permite a visualização detalhada do bebê, é possível vê-lo fazendo uma careta, caso a mãe tenha comido algo amargo algum tempo antes, visto que o sabor não é agradável para seu pequeno paladar.

Durante essa semana as glândulas mamárias da mulher estão começando a se preparar para a produção de colostro, substância altamente rica em nutrientes que precede o leite materno.

17ª semana

Na gestação semana a semana, a 17ª representa um bebê com tamanho médio de uma pêra. Nesse tempo ele começa a ganhar gordura embaixo da pele, fator que poderá ajudá-lo a manter sua temperatura corporal após o nascimento. Ainda que seus pulmões estejam completamente formados, eles não realizam trocas de gás carbônico e oxigênio.

18ª semana

Na décima oitava semana o bebê já apresenta suas próprias impressões digitais, que se formam com movimentos e atritos no útero. Com o tamanho médio de uma batata-doce de 20 centímetros, o bebê já tem seus olhos posicionados no local correto.

O útero na altura do umbigo permite que uma barriguinha seja visível na mãe já nesta semana. Da mesma forma, em algumas gestantes o corrimento vaginal pode estar presente, assim como infecções urinárias, duas situações que exigem cuidados com especialistas.

19ª semana

Na décima nona semana, o bebê, no tamanho de uma manga, começa a ganhar pigmentação e ficar rosado. Com o sistema reprodutor formado, caso seja menina terá cerca de 6 milhões de óvulos primitivos, contudo, ao nascer esse número diminui para 1 milhão. Vagina, trompas uterinas e útero já estão em seu devido lugar.

Caso seja um menino, os testículos já estarão formados e a genitália externa continuará a crescer. Neste caso, a testosterona, hormônio masculino, será produzida desde a 10ª semana. A partir da 19ª semana é comum o aparecimento de melasmas na pele da mulher, que poderão se atenuar e sumir após o nascimento.

20ª semana

Com 20 semanas, e medindo o equivalente ao tamanho de um pimentão, os cinco sentidos do bebê estão todos desenvolvidos. Esse é um ótimo momento para conversar com o bebê e ler em voz alta. O crescimento do útero neste período pressiona a bexiga, aumentando a vontade de urinar na mãe. 

21ª semana

A vigésima primeira semana é marcada pelos ciclos de sono e vigília do bebê. Já com o tamanho equivalente a uma banana, ele pode desenvolver uma posição favorita para dormir. Os movimentos da mãe acabam ninando o bebê, mantendo-o sonolento enquanto a mulher está ativa.

22ª semana

Na vigésima segunda semana da gestação semana a semana, o bebê está com o tamanho de um mamão e começa a sonhar, realizando expressões faciais e movimentos bruscos durante o sonho. 

A mãe, por ter um volume maior de sangue circulando no corpo, pode ter suas taxas de ferro reduzidas, causando anemia. Por isso, um pré-natal de qualidade é fundamental para que situações como essa sejam evitadas.

23ª semana

O bebê tem o tamanho aproximado de uma berinjela na 23ª semana, e pode começar a soluçar sempre que engolir líquido amniótico. Contudo, não é motivo para preocupação, visto que não trazem riscos para a saúde.

24ª semana

A vigésima quarta semana é a última do segundo trimestre gestacional. A partir deste período, o bebê, com o tamanho médio de uma espiga de milho, já é muito ativo no útero, movimentando-se para ocupar todo o espaço. 

25ª semana

Com o tamanho de uma abóbora cabotiã, o bebê chega a 25ª semana ainda mais esperto. O desenvolvimento do córtex cerebral permite que a mãe possa notar os primeiros traços de personalidade em seu bebê. Isso é possível observando respostas aos estímulos externos, como chutes ao ouvir certas músicas ou quando a mulher conversa com alguém.

26ª semana

Nessa semana o bebê já mede o equivalente a uma abobrinha e tem bastante força nos braços e pernas, fator que contribui para sua movimentação dentro do útero. Alguns movimentos também são realizados como reflexo, como puxar o cordão umbilical e o movimento de sucção. Por isso, é muito provável que a mãe veja, durante um ultrassom, o bebê chupando o dedo.

Conclusão

Você pôde acompanhar a gestação semana a semana durante o 2º trimestre. Estas informações são fundamentais para que você saiba o que esperar e compreenda que cada fase é responsável por uma etapa de desenvolvimento na vida do bebê e também da mãe. 

Quer continuar se informando sobre este assunto? Então, veja também o que esperar da gestação semana a semana no 1º trimestre!

Gestação semana a semana: confira como está o bebê no 2º trimestre
Equipe da Clínica CEU

Responsável pelo conteúdo: Dr Rogério Augusto Pinto da Silva - CRM: 13323 - MG. Currículo Lattes. http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4728497Y9

LEIA TAMBÉM